F1: Bruno Senna comemora ampliação do vínculo com Renault

“Decisão da equipe alivia sensação de insegurança”, comenta

Em Mônaco, onde mora e neste domingo percorrerá os 100 km de ciclismo do Tristar 111, prova de triatlo em equipe que inclui ainda 10 km de corrida e um de natação, Bruno Senna comemorou nesta sexta-feira o comunicado oficial da Lotus Renault GP que o garante no cockpit do R31 até o fim da temporada. “A pressão por resultados vem em grande parte de mim mesmo, mas o anúncio alivia a sensação de insegurança, de ficar sem saber o que vai acontecer no dia seguinte”, explicou.

Na véspera, Bruno respondeu a perguntas que os internautas enviaram ao site oficial da Lotus Renault GP e não havia recebido nenhuma indicação de que a notícia que esperava há tanto tempo estava por vir a público. “Estou muito contente. Foi o próprio chefe de equipe, Eric Boullier, quem ligou para me avisar que estava tudo certo para continuar correndo pelo restante do ano. É a primeira vez que me vejo nesta situação, de saber que na próxima corrida vou até poder colocar uma roda na grama, de poder correr mais riscos.”

Bruno tem no ciclismo o ponto forte de sua preparação física e pedala regularmente pelas estradas próximas de Mônaco. Será a segunda vez que participará do Tristar 111. No ano passado, formou dupla com Lucas di Grassi, que cumpriu os 10 km a pé e a prova de natação. Com a bicicleta BMX, Bruno integra o trio completado por uma funcionária da Lotus Renault GP e a ex-namorada de um integrante da equipe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *