F1: Bruno Senna completa 31 pit stops em Barcelona

Williams treina apenas troca de pneus no segundo dia na Catalunha

A Williams F1 trocou o desenvolvimento do FW34-Renault pela simulação de troca de pneus no segundo dia da terceira e última sessão de testes de pré-temporada da Fórmula 1 nesta sexta-feira em Barcelona. Bruno Senna, que assumiu o cockpit na parte da tarde no lugar do venezuelano Pastor Maldonado, completou exatos 31 pit stops. O objetivo dos ensaios era familiarizar os mecânicos com os novos equipamentos e procedimentos que serão adotados neste ano.

Bruno percorreu 48 voltas pelo circuito catalão e estabeleceu o tempo de 1min24s925 em sua melhor passagem, quase nove décimos mais veloz que o companheiro de equipe. No entanto, minimizou a vantagem sobre o parceiro, que está iniciando seu segundo campeonato pela equipe inglesa. “Não há como comparar. Estávamos fazendo coisas diferentes e o carro apresentou um probleminha de motor pela manhã”, explicou. Sem qualquer outra preocupação a não ser exercitar a troca de pneus, Bruno e Maldonado ficaram respectivamente em 10º e 11º lugares na classificação geral do dia.

Apesar da natureza pouco usual da programação, Bruno disse que ela foi bastante útil. “É preciso treinar porque a gente entra nos boxes a 100 quilômetros por hora e tem de parar exatamente na marcação, que corresponde ao tamanho de um carro. A eficiência nesse trabalho é fundamental, porque já vimos muitas corridas decididas nos pit stops”, lembrou. “Na hora da pressão, é preciso ser rápido e preciso, e isso não é fácil, requer mesmo muito ensaio.”

Neste sábado, caberá a Bruno liderar as atividades de pista da Williams. “Vamos retomar o desenvolvimento do carro, explorando mudanças mecânicas e verificando a performance com os vários tipos de pneus. Estou superanimado pelo prosseguimento dos trabalhos.” Pela manhã, Bruno pôde acompanhar toda a movimentação das rivais, mas acha que o dia não apresentou maiores novidades. “A pista parecia um pouco mais lenta que na véspera e a grande parte das equipes aproveitou para dar séries longas de voltas.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *