F1: Bruno Senna “tira as medidas” de seu primeiro carro

Bruno Senna visitou as instalações da Dallara em Parma, na Itália, e viu pela primeira vez o carro que pilotará em sua temporada de estreia na Fórmula 1.

Único nome já confirmado entre as equipes novatas, Bruno não escondeu a surpresa com o estágio de desenvolvimento do monoposto da Campos Meta. “Eu não esperava que estivesse tão avançado assim”, afirmou.

Além de conhecer de perto o carro que alinhará em sua primeira corrida na Fórmula 1, no dia 14 de março próximo no GP do Bahrein, Bruno passou suas medidas à equipe de engenharia da Dallara – providência necessária para o desenho, construção e posicionamento do banco mais as dimensões e o layout do cockpit. “Poder entrar no carro, fazer o banco e permitir à Dallara produzir tudo levando em conta meu exato peso e proporções constitui outro passo adiante rumo aos testes coletivos da Fórmula 1 em fevereiro”, observou o brasileiro.

Bruno lembrou que sua ligação com a marca italiana não é nova. “Já corri com carros da Dallara e confio plenamente em sua forma de trabalhar, bem como na experiência e qualidade. Somos uma equipe nova e enfrentaremos as naturais dificuldades iniciais, mas se continuarmos nesta direção poderemos fazer uma boa temporada de estreia”, comentou.

Tony Cuquerella, responsável direto pela supervisão dos trabalhos da Dallara, também visitou a fábrica e, da mesma forma, se manifestou agradavelmente impressionado. “O projeto está mesmo bem adiantado e já passamos por todos os testes internos de homologação. A Dallara vem trabalhando duro nos últimos meses e estamos realmente contentes com os resultados até agora”, elogiou. “Graças ao atual estágio de desenvolvimento do carro e os dados fornecidos pela Dallara, poderemos realizar simulações em praticamente todas as pistas que receberão a Fórmula 1 em 2010”, completou.

Adrian Campos, diretor geral da Campos Meta, está empolgado. “A cada visita à Dallara, os avanços no carro ficam mais evidentes. Agora, estamos começando a vê-lo no tamanho real, depois de observar o desenvolvimento em escala nos estudos em túnel de vento. Se tudo correr como inicialmente planejado, teremos pelo menos um carro pronto para os primeiros testes em Valência no começo de fevereiro e dois em Barcelona duas semanas mais tarde.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *