F1: Button descarta suas chances no GP da Espanha

O britânico Jenson Button descartou efetivamente na quinta-feira suas chances no Grande Prêmio da Espanha, de domingo.

“Parece que outras pessoas deram passos maiores para a frente do que nós e, eu diria no momento, fomos deixados um pouco para trás pela Renault e pela Ferrari”, disse o piloto da Honda a repórteres no Circuito da Catalunha.

“Acho que em um bom final de semana ficaremos próximos da McLaren e até, se os pneus Michelin funcionarem bem, perto da Ferrari”.

“Mas não acho que vamos nos aproximar dos Renaults em um circuito como esse”.

A campeã Renault venceu as três primeiras corridas da temporada, e Michael Schumacher, da Ferrari, terminou em primeiro as últimas duas, em Ímola e em Nurburgring.

A Espanha é a corrida em casa do campeão mundial Fernando Alonso, e sua equipe Renault está confiante que ele pode vencer para ampliar sua vantagem para Schumacher, que agora é de 13 pontos.

“Esse é um circuito em que você precisa de uma aerodinâmica muito boa, e a Renault tem isso, a McLaren tem e a Ferrari tem”, disse Button, que marcou apenas um ponto em Barcelona em cinco corridas que disputou lá.

“Não acho que seremos mais competitivos do que fomos nas últimas corridas”, completou Button. “Só espero que haja confiabilidade”.

A Honda começou a temporada cheia de confiança depois de bons testes no inverno europeu, mas esse otimismo foi diminuindo. Button subiu apenas uma vez no pódio até agora — um terceiro lugar na Malásia.

O motor de Button explodiu na Austrália e ele abandonou em Nuerburgring no fim de semana passado, com outro problema de motor.

“Foi um fim de semana difícil porque eu realmente não tinha um ajuste com o qual estava feliz”, disse ele. “Mas mesmo assim correr em quinto com um carro com o qual eu não estava satisfeito não foi ruim. Portanto ter o problema do motor foi bem decepcionante”.

“Sabemos qual foi o motivo, e mudamos para essa corrida. Portanto não teremos problema nessa prova e temos certeza que a confiabilidade será boa”, completou ele.

Fonte: Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *