F1: Button diz que meta para o Brasil é evitar erros

Jenson Button afirmou que sua principal meta para a próxima etapa da atual temporada de F-1, o GP do Brasil, é apenas evitar erros e tentar obter o melhor resultado para se aproximar do título.

O inglês da Brawn, líder do campeonato e 14 pontos à frente de seu companheiro de equipe na Brawn Rubens Barrichello, precisa terminar a disputa em Interlagos na quarta colocação caso queria conquistar o título antecipadamente.

“Tudo gira em torno dos erros. Com eles, podemos ter um carro muito rápido e, por qualquer razão, não terminar a corrida. O que preciso é chegar até o fim e conquistar alguns pontos”, disse.

“É óbvio que quero o melhor resultado possível, que é vencer as duas corridas restantes, e vou tentar o máximo que puder. Mas não cometer erros é o mais importante”, ponderou.

“Independente do resultado no Brasil, terei ainda quatro pontos de liderança. Perdi um ponto no Japão [para Barrichello], o que é frustrante, porque meu ritmo estava muito bom comparado ao de Rubens”, afirmou.

“Vou para o Brasil com pensamento positivo e ansioso pelo desafio, porque será um desafio. Sebastian [Vettel] está muito veloz e a Red Bull também”, disse.

O alemão foi o vencedor do GP do Japão, realizado no último domingo, e diminuiu para 16 pontos a diferença para o inglês da Brawn. Matematicamente, Vettel ainda tem chances de desbancá-lo e conquistar o título.

“Eles [Red Bull] se mostraram rápidos nas curvas de alta velocidade e mostraram que são rápidos em traçados com curvas de baixa velocidade, como em Cingapura, então são muito difíceis de bater. E Barrichello é sempre rápido no Brasil, então será um final de semana desafiador”, completou.

Button disse ainda que, caso se consagre o campeão da temporada, dedicará o título a Ross Brawn, chefe da equipe Brawn e ex-dirigente da Honda.

“Penso que se eu conquistar o título no Brasil, todos ficarão muito orgulhosos da equipe. Temos vivido uma montanha russa na temporada, então, se acontecer, será mérito de todos.”

“Será um momento muito emocionante. E muito bom para Ross, que atingiu muita coisa em sua carreira, mas agora é diferente, pois é um dirigente de uma equipe”, completou.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *