F1: Button vence a 5ª no ano; Barrichello é 2º

O inglês Jenson Button, da BrawnGP, venceu neste domingo (24/05), o GP de Mônaco, em Monte Carlo, 6ª etapa da temporada. Foi a quinta vitória de Button no ano. O brasileiro Rubens Barrichello completou a dobradinha da BrawnGP, com o finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, em 3º.

Na largada o pole-position Button manteve a posição, com Barrichello aproveitando a saída lenta de Raikkonen para ganhar a posição do finlandês. O alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, era o 4º, seguido pelo brasileiro Felipe Massa, da Ferrari.

Largando muito leve, Vettel começou a segurar o pelotão. Enquanto os líderes andavam na casa de 1m17s, os carros atrás do alemão eram três segundos mais lentos.

A 6ª volta Massa foi para cima do alemão, tentando passar por fora na saída do túnel, sem sucesso. Na volta seguinte o piloto da Ferrari tentou de novo, mas cortou a chicane, e para não ser punido, desacelerou para devolver a posição a Vettel. O alemão Nico Rosberg aproveitou a situação para também passar Massa, que caiu para sexto lugar.

Na 10º volta, Vettel deu passagem para Rosberg, Massa e o finlandês Heikki Kovalainen, da McLaren, indo para os boxes.

Na volta seguinte, o suíço Sébastien Buemi, da Toro Rosso, atropelou o Renault do brasileiro Nelsinho Piquet, na Saint Devote, com os dois acertando a barreira e abandonando a prova. Com 14 voltas percorridas, Button já tinha mais de dez segundos de vantagem sobre Barrichello.

Raikkonen parou nos boxes na 16º volta, com Barrichello parando uma volta depois. Enquanto o brasileiro fazia sua parada, Vettel acertou a barreira de pneus na Saint Devote, abandonando.

Button entrou nos boxes na 18º volta, com Rosberg assumindo a ponta por apenas uma volta. Massa parou na 20ª volta, voltando a frente de Rosberg. O espanhol Fernando Alonso, da Renault, se manteve na pista, em quarto lugar, atrás de Button, Barrichello e Raikkonen. Na 29ª volta o bi-campeão parou, voltando em 11º lugar. Novamente num péssimo final de semana, o polonês Robert Kubica levou seu BMW Sauber para os boxes, abandonando na 30ª volta.

Na 34ª volta Button liderava, com 14.6 segundos de frente para o parceiro de equipe. Raikkonen era 3º, seguido por Massa e o australiano Mark Webber, da Red Bull.

Depois de bater no treino classificatório, marcar apenas o 16º tempo, trocar o câmbio de sua McLaren e ter que largar na última fila, o inglês Lewis Hamilton, que venceu em Mônaco no ano passado, levou uma volta de Button na 37ª volta. Hamilton era o 15º colocado, depois de ter que trocar o bico do carro, em um toque com o alemão Nick Heidfeld, da BMW Sauber, no começo da corrida.

Barrichello foi o primeiro dos líderes a fazer a sua segunda parada, na 51ª volta, voltando em 5º. O francês Sébastien Bourdais, da Toro Rosso, em 8º, foi pela primeira vez aos boxes. O italiano Giancarlo Fisichella, da Force India, e o alemão Timo Glock, da BMW Sauber, que largou dos pits, se mantinham na pista com a estratégia de apenas uma parada nos boxes.

Button parou na 52ª volta, deixando a liderança para Raikkonen. Na volta seguinte Kovalainen perdeu a traseira de seu carro na primeira chicane, para a piscina, rodou, e acertou a muro, abandonando. Raikkonen entrou nos boxes, junto com Fisichella, voltando em 5º, três segundos atrás de Barrichello. Na 56ª volta Massa parou pela segunda fez.

Button retornou tranquilamente ao primeiro lugar, com Barrichello treze segundos atrás. Raikkonen, em 3º, Massa, 4º e Rosberg, 5º. Glock finalmente foi aos boxes, na 58ª volta, mas sem chances alguma de um bom resultado.

Com as paradas nos boxes de Rosberg, na 63ª volta e Alonso, na 67ª, a ordem dos oito primeiros colocados se definiu, faltando nove voltas para o final da prova. Nakajima ainda bateu na última volta, na Mirabeau, mas vinha em 10º, fora da zona de pontuação.

Button venceu pela quinta vez em seis provas, com Barrichello formando a terceira dobradinha da equipe no ano. Raikkonen levou a Ferrari ao pódio pela primeira vez na temporada. Massa terminou em 4º, seguido por Webber, Rosberg, Alonso e Bourdais.

Button ampliou a sua vantagem na liderança, com 51 pontos. Vice-líder, Barrichello soma 35.

A próxima etapa acontece no dia 07 de junho, o GP da Turquia, em Istambul.

Confira o resultado final do GP de Mônaco:
1. Jenson Button (ING/Brawn GP) – 78 voltas em 1h40min44s282
2. Rubens Barrichello (BRA/Brawn GP) – a 7s666
3. Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) – a 13s443
4. Felipe Massa (BRA/Ferrari) – a 15s110
5. Mark Webber (AUS/Red Bull) – a 15s730
6. Nico Rosberg (ALE/Williams) – a 33s586
7. Fernando Alonso (ESP/Renault) – a 37s839
8. Sebastien Bourdais (FRA/Toro Rosso) – a 1min03s142
9. Giancarlo Fisichella (ITA/Force India) – a 1min05s040
10. Timo Glock (ALE/Toyota) – a 1 volta
11. Nick Heidfeld (ALE/BMW) – a 1 volta
12. Lewis Hamilton (ING/McLaren) – a 1 volta
13. Jarno Trulli (ITA/Toyota) – a 1 volta
14. Adrian Sutil (ALE/Force India) – a 1 volta
15. Kazuki Nakajima (JAP/Williams) – a 2 voltas

Não completaram:
Heikki Kovalainen (FIN/McLaren)
Robert Kubica (POL/BMW)
Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)
Nelsinho Piquet (BRA/Renault)
Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso)

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *