F1: Carabante “Decidi pegar o touro pelos chifres”

Dono da Hispania, José Ramón Carabante fez uma análise positiva da primeira corrida do time na Fórmula 1. Apesar de Bruno Senna e Karun Chandhok não terem completado sequer metade do GP do Bahrein, o dirigente se mostrou satisfeito pelo simples fato de ter colocado os carros na pista.

Em entrevista à rádio Marca, ele relatou as dificuldades pelas quais passou com a escuderia, que era inicialmente comandada por Adrian Campos – sem dinheiro, o ex- piloto foi obrigado a vender sua parte para Carabante.

“Lutamos muito para conseguir estar lá. A equipe realizou um esforço titânico no último mês e meio, trabalhando dia e noite. Poderíamos ter desistido de tudo, mas preferimos continuar. Decidi pegar o touro pelos chifres”, brincou o empresário.

De acordo com ele, sua principal motivação para assumir a empreitada foi o próprio Campos.

“Foi ele quem me animou com o projeto, uma pessoa que tem um currículo invejável”, destacou Carabante, que está otimista para o futuro. “Os patrocinadores foram indo embora e é claro que a crise nos afetou muito. De todas as formas, estou certo que as coisas vão acontecer a partir de agora”, afirmou.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *