F1: Categoria deverá ter mudanças digitais para aproximar o público

A Fórmula deve estar diferentes nas próximas temporadas, principalmente para o torcedor que acompanhar de perto o circuito mundial. As mudanças deverão acontecer nas plataformas digitais já que os donos do Liberty Media planejam realizar ações que melhorem o acompanhamento da categoria, para que o público se sinta cada vez mais conectado com os pilotos e os carros da modalidade.

“Penso sinceramente que a Fórmula 1 é quase que uma start-up, porque houve tão pouco feito nas plataformas digitais e de redes sociais que é como se estivéssemos começando de novo. Isso é bom e ruim. É bom porque temos uma oportunidade de criar algo em que podemos avançar no futuro, e é ruim porque não há nada para darmos continuidade”, afirmou o diretor esportivo da Fórmula 1, Ross Brawn

O dirigente também destacou a importância da Fórmula 1 e que pode crescer ainda mais. “A Fórmula 1 é tão rica em conteúdo, há tantos dados, tantas informações, que podemos definir várias camadas de acordo com aquilo com que o fã quer se engajar. E o que queremos com o fã casual é: começar a entender o quão rico é o conteúdo da Fórmula 1. Estamos vendo como nos comunicamos com os fãs em uma corrida para que possamos fornecer todas as camadas extras de informação. Há algumas novas iniciativas que virão no próximo ano.”

“A maioria das pessoas já tem um telefone celular, um iPad ou algum dispositivo do tipo. Se pudermos acrescentar informação extra, as pessoas das arquibancadas, além de assistirem à ação na pista, poderão saber o que se passa na estratégia de corrida, o que acontece com os pneus, saber o que se passa com informações mais aprofundadas, receber áudio de todos os carros e ouvir os pilotos. Isso será um ótimo passo”, finalizou Brown.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *