F1: CBA amplia ações para formar novos pilotos para a F-1

Objetivo é renovar talentos para a principal competição mundial de automobilismo

A Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) está ampliando as ações de incentivo à formação de novos pilotos brasileiros capacitados para disputar a categoria de maior visibilidade do automobilismo mundial.  Entre as iniciativas estão prêmios de 70% do valor necessário para um piloto campeão de kart participar de uma temporada da Fórmula Futuro (Fiat).

 

Segundo Paulo Gomes, ex-piloto, diretor de Marketing da CBA,  a atual gestão da Confederação está investindo muito na base do automobilismo nacional. “No Brasil não faltam talentos. A questão é promover o acesso dos pilotos às provas das diversas categorias, que têm custo muito elevado”.

 

Desde 2009, a CBA tem criado premiações e patrocinado campeões de kart – uma das principais formadoras de novos pilotos profissionais.  Em julho desse ano, a Comissão Nacional de Kart (CNK) da CBA  anunciou a realização da I Copa das Federações de Kart. O torneio, aberto aos dois primeiros colocados nos certames estaduais e interestaduais, será disputado no primeiro trimestre de 2012 e terá premiação no valor de R$ 100 mil.

 

A CBA tem negociado apoios para a formação de novos talentos para a categoria que consagrou pilotos campeões como Emerson Fitipaldi, Nelson Piquet e Ayrton Senna. “Muitas empresas perceberam o alto retorno de ter sua marca ou produto vinculado ao automobilismo, porém são necessários investimentos na base do esporte para garantir sua sustentabilidade e a renovação de pilotos brasileiros na Fórmula 1”, afirma  o diretor de Marketing da CBA.

 

A Fórmula Futuro, que tem como padrinho o piloto Felipe Massa, é uma categoria  na qual a CBA está apostando como base para formação de novos talentos e que, por isso, terá o número de provas ampliado em 2012. Um comissão da CBA irá, em  dezembro, ao Espírito Santo para confirmar a realização  de  provas da Fórmula Futuro e de Línea (Fiat) no  Circuito de Rua de Vitória, no ano que vem. O Kartódromo Internacional de Serra, na mesma cidade, caso realize obras exigidas pela CBA para garantir a segurança de pilotos, também poderá receber pelo menos uma competição de nível nacional em 2012.

Facilitar o acesso de pilotos à Fórmula 3 é outro objetivo  da  CBA. A  categoria, que já formou vários pilotos de sucesso mundial, considerada uma das portas de entrada da  Fórmula 1, apesar de  fundamental para a carreira de um jovem piloto que queira chegar ao topo do automobilismo, tem custros altíssimos – um assento competitivo custa cerca de 400 mil Euros -,  e limita a participação de novos talentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *