F1: Charles Leclerc vence o GP de Itália

O monegasco Charles Leclerc (Ferrari) venceu neste domingo (08/09) o GP da Itália, no Autódromo de Monza, na Itália, 14ª etapa da temporada. Foi a segunda vitória consecutiva de Leclerc. A dupla da Mercedes, o finlandês Valtteri Bottas e o britânico Lewis Hamilton, completou o pódio.

Pole-position Leclerc dominou a prova, segurando os ataques de Hamilton e depois de Bottas, para levar a Ferrari a vencer em casa depois de nove anos.

O monegasco manteve a ponta na largada, e depois do pit-stop quando colocou pneus médios.  Segurou os ataques de Hamilton, que tinha pneus macios.

Em um belo duelo, com direito a momentos de tensão, quando o monegasco deu uma leve fechada no britânico, e escapou da pista, mas voltou a frente do rival. Recebendo uma advertência da Direção de Prova (bandeira preta e branca). Até o erro de Hamilton, que travou as rodas, e escapou da pista na Chicane.

Bottas assumiu a segunda posição, e com pneus mais novos, conseguiu se aproximar da Ferrari #16, mas errou na última volta, perdendo a chance de tentar a ultrapassagem. No final Leclerc venceu com 0s835 de vantagem sobre Bottas.

Hamilton entrou nos boxes nas voltas finais. E com os pneus novos marcou a melhor volta, garantindo mais um ponto no campeonato.

O australiano Daniel Ricciardo (Renault) terminou em quarto, seguido pelo parceiro de equipe, o alemão Nico Hulkenberg, e o tailandês alexander Albon (Red Bull).

O mexicano Sergio Pérez (Racing Point), o holandês Max Verstappen (red Bull), que alinhou na última posição, o italiano Antonio Giovinazzi (Alfa-Romeo) e o britânico Lando Norris (McLaren) completaram a zona de pontos.

O alemão Sebastian Vettel (Ferrari) fez uma prova desastrosa. Logo no começo o tetracampeão escapou da pista e, voltou de forma errada, sendo acertado no bico pelo canadense Lance Stroll. Vettel teve que ir para os boxes, trocar o bico. Terminando na 13ª posição.

Hamilton lidera o campeonato com 284 pontos, seguido por Bottas com 221 e Verstappen com 185.

A próxima etapa acontece no dia 22 de setembro, em Cingapura.

Final:

1 – Charles Leclerc (Ferrari) – 53 voltas
2 – Valtteri Bottas (Mercedes) – 0.835
3 – Lewis Hamilton (Mercedes) – 35’’199
4 – Daniel Ricciardo (Renault) – 45’’515
5 – Nico Hulkenberg (Renault) – 58’’165
6 – Alex Albon (Red Bull-Honda) – 59’’315
7 – Sergio Pérez (Racing Point-Mercedes) – 73’’802
8 – Max Verstappen (Red Bull-Honda) – 74’’492
9 – Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo-Ferrari) – 1 volta
10 – Lando Norris (McLaren-Renault) – 1 volta
11 – Pierre Gasly (Toro Rosso-Honda) – 1 volta
12 – Lance Stroll (Racing Point-Mercedes) – 1 volta
13 – Sebastian Vettel (Ferrari) – 1’43’’267 – 1 volta
14 – George Russell (Williams-Mercedes) – 1 volta
15 – Kimi Raikkonen (Alfa Romeo-Ferrari) – 1 volta
16 – Romain Grosjean (Haas-Ferrari) – 1 volta
17 – Robert Kubica (Williams-Mercedes) – 2 voltas

Volta mais rápida: Lewis Hamilton 1’21”779

Abandonos:

Kevin Magnussen (Haas-Ferrari) – 44 voltas
Daniil Kvyat (Toro Rosso-Honda) – 32 voltas
Carlos Sainz (McLaren-Renault) – 28 voltas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *