F1: De ponta a ponta, Sebastian Vettel vence GP de Cingapura

O alemão Sebastian Vettel (Red Bull) venceu neste domingo (22/09), o GP de Cingapura, no Circuito de Marina Bay, 13ª etapa da temporada. Foi a sétima vitória de Vettel no ano, e 33ª na categoria. O espanhol Fernando Alosno (Ferrari) e o finlandês Kimi Raikkonen (Lotus) completaram o pódio.

Pole-position Vettel manteve a ponta, após uma breve pressão do alemão Nico Rosberg (Mercedes) na curva um. Alonso fez uma grande largada, e de 7º, passou para terceiro.

Nas voltas iniciais, Vettel abriu uma confortável vantagem, parando nos boxes, para trocar os pneus, sem perder a ponta. Após sua parada, Alonso voltou em quarto, atrás do escocês Paul di Resta (Force India), que adiou a sua parada até a 21ª volta, o que beneficiou Rosberg, o primeiro dos líderes a parar.

Na 25ª volta, pouco antes da metade da prova, o australiano Daniel Ricciardo (Toro Rosso) bateu forte na entrada do Estádio, provocando a entrada do safety-Car. Muitos, como Alonso, decidiram parar nos boxes novamente. As duplas da Red Bull e Mercedes permaneceram na pista.

A relargada aconteceu na 30ª volta. Pouco depois Vettel foi para os boxes, retornando novamente sem perder a ponta. Enquanto isso, o australiano Mark Webber, parceiro de Vettel, e a dupla da Mercedes, Rosberg e o britânico Lewis Hamilton, ficaram agarrados no meio do tráfego, após suas paradas. Alonso foi para segundo, seguido pelo britânico Jenson Button (McLaren) e Raikkonen, que havia largado apenas na 13ª posição. Na 44ª, Vettel fez a sua parada final.

Com pneus gastos, Button começou a perder rendimento nas voltas finais. Na 55ª volta, Raikkonen fez uma linda ultrapassagem por fora, assumindo a terceira posição. Na volta seguinte, di Resta bateu forte, mas sem a entrada do Safety-Car, apenas bandeira amarela no local.

 Com problemas de câmbio, Webber, que vinha em quarto, foi perdendo rendimento e posições nas voltas finais, até abandonar na última volta.

Vettel venceu com 32 segundos de vantagem sobre Alonso. Raikkonen completou o pódio.

Rosberg foi o quarto, seguido por Hamilton e o brasileiro Felipe Massa (Ferrari). Button foi o quarto, seguido pelo companheiro de equipe, o mexicano Sergio Pérez e o alemão Nico Hulkenberg (Sauber), todos com problemas de pneu no final. O alemão Adrian Sutil (Force India) completou os dez primeiros.

Vettel lidera o campeonato com 247 pontos, sessenta a mais do que Alonso.

A próxima etapa, na Coreia do Sul, acontece no dia 06 de outubro.

Final:

1: Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) – 61 voltas
2: Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – a 32s6
3: Kimi Räikkönen (FIN/Lotus) – a43s9
4: Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – a 51s1
5: Lewis Hamilton (ING/Mercedes) – a 53s1
6: Felipe Massa (BRA/Ferrari) – a 63s8
7: Jenson Button (ING/McLaren) – a 83s3
8: Sergio Perez (MEX/McLaren) – a 83s8
9: Nico Hulkenberg (ALE/Sauber) – a 84s2
10: Adrian Sutil (ALE/Force India) – a 84s6
11: Pastor Maldonado (VENWilliams) – a 88s4
12: Esteban Gutierrez (MEX/Sauber) – a 97s8
13: Valtteri Bottas (FIN/Williams) – a 104s0
14: Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso) – a 112s3
15: Mark Webber (AUS/Red Bull) – a 1 volta
16: Giedo van der Garde (HOL/Caterham) – a 1 volta
17: Max Chilton (ING/Marussia) – a 1 volta
18: Jules Bianchi (FRA/Marussia) – a 1 volta
19: Charles Pic (FRA/Caterham) – a 1 volta
20: Paul di Resta (ESC/Force India) – a 7 voltas

Não completaram
Romain Grosjean (FRA/Lotus)
Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso)

Foto: Site oficial da Red Bull

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *