F1: Di Grassi diz que estará na F-1 em 2011: “De alguma maneira, vou continuar”

O brasileiro Lucas di Grassi não tem certeza se vai ser mantido na equipe Virgin no próximo ano, mas se mostrou confiante em conseguir uma oportunidade no grid da Fórmula 1 em 2011: “Vou continuar, de alguma maneira, mas vou continuar. Não tenho outro plano”.

A declaração foi dada durante o Desafio Internacional das Estrelas, em Florianópolis, para o jornal Marca Brasil. Di Grassi afirmou ainda que é mais difícil negociar no fim do ano, e que o acordo, de sair, deverá ser confirmado apenas em 2011.

“As negociações vão andando bem, mas estão meio paradas, por causa do Natal. Esta é uma época muito difícil”, avaliou o piloto, acrescentando que “tudo pode acontecer”. Seu parceiro de 2010, Timo Glock, se disse garantido na Virgin, mas não citou a possível permanência do brasileiro.

Na Hispania, as chances da permanência de Bruno Senna são ainda mais remotas, já que o chefe da equipe declarou recentemente que o mau desempenho da equipe se deu por causa da inexperiência dos pilotos. A Lotus surgiu como possível destino, mas a equipe malaia já confirmou a permanência da atual dupla formada por Trulli e Kovalainen.

“Estamos conversando com duas ou três equipes que ainda estão com vagas abertas, agora é esperar para ver o que pode acontecer. Não tem como falar nada. Só vou ter 100% de certeza quando assinar o contrato. Até lá, tudo pode acontecer e as coisas podem mudar de última hora, do nada”, declarou Bruno ao jornal.

Fonte: UOL Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *