F1: Diretor comercial da Fórmula 1 concorda com críticas de Alonso sobre previsibilidade

Logo após anunciar a sua saída da Fórmula 1, o bicampeão mundial Fernando Alonso justificou a sua decisão mostrando-se bastante desiludido com a fase atual da modalidade automobilística mais popular do mundo. De acordo com o piloto, as corridas são muito previsíveis e há muita polêmica fora das pistas.

“Parei porque a ação na pista, na minha opinião, é muito ruim. Na verdade, o que mais falamos na Fórmula 1 é a respeito do extra-pista. Falamos sobre polêmica, sobre mensagens de rádio, e isso é um mau sinal. Acho que há outras categorias que talvez ofereçam mais ação, mais alegria e mais felicidade”, disse, na época.

O diretor comercial da Fórmula 1, Sean Bratches, mostrou-se ao lado de Alonso em relação à essas críticas, e ainda fez questão de exaltar a figura do espanhol.

“Acho que ele está certo e temos um plano para consertar isso. Eu gostaria que ele estivesse por mais dez anos para fazer parte disso. Ele tem sido um embaixador fenomenal para o esporte, como um herói, uma lenda. Espero que sua marca permaneça por muitos anos”, declarou.

Para reforçar a ideia, o dirigente relembrou que há algum tempo, apenas Red Bull, Mercedes e Ferrari brigam pela liderança dos GPs.

“Há uma oportunidade para a Fórmula 1 ser menos previsível. É importante chegarmos lá. Desde a temporada de 2015, apenas três equipes ganharam uma corrida. Apenas três equipes. Então é bem previsível”, completou.

Além disso, Bratches revelou uma insatisfação com a saída de Alonso da Fórmula 1, e voltou a exaltar a importância da figura do piloto para o esporte.

“Fiquei desapontado do ponto de vista de negócios. Ele está por aí há muito tempo, ele subiu os picos mais altos. Respeito sua decisão de seguir em frente. Espero que possamos envolvê-lo para ser um embaixador deste grande esporte para nós daqui para frente”, afirmou.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *