F1: Dirigente da Ferrari pede equipe “sem pânico” por vantagem da Mercedes

Enquanto o piloto Nico Rosberg, da Mercedes, torce para que as demais escuderias da Fórmula 1 evoluam “pelo bem do esporte”, o dirigente Maurizio Arrivabene, da Ferrari, garante que não há motivo para pânico em relação à suposta vantagem da equipe alemã na categoria.

“É apenas questão de continuarmos com a nossa tecnologia, o nosso trabalho, e respeitando o nosso programa. Sem pânico. Precisamos manter o espírito do nosso time elevado”, afirmou Arrivabene.

Na primeira etapa desta temporada da F1, realizada em Melbourne, na Austrália, no último fim de semana, o piloto Sebastian Vettel conquistou o terceiro lugar no pódio, terminando a 30 segundos de distância da dobradinha da Mercedes – Lewis Hamilton e Nico Rosberg.

O finlandês Kimi Raikkonen, por outro lado, terminaria em quinto não fosse por um problema nos pneus, que o tirou da prova. Embora se declare satisfeito por parte deste desempenho, Arrivabene ainda espera ver os dois pilotos da escuderia italiana em destaque na lista final.

“Pelo time, eu fiquei feliz. Mas como dirigente, apenas metade de mim estava feliz porque um dos nossos carros parou na pista, e o outro estava no pódio. Então completamos metade do trabalho”, avaliou Maurizio, que espera deixar o GP da Malásia neste fim de semana inteiramente satisfeito com sua equipe.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *