F1: Documentário sobre Ayrton Senna ganha dois prêmios Bafta em Londres

‘The Artist’ ficou com prêmio principal, e Almodóvar venceu pela terceira vez como melhor filme estrangeiro

A Bafta (Academia Britânica para as Artes do Cinema e a Televisão) escolheu neste domingo (12/02) o filme “Senna”, do diretor britânico Asif Kapadia, como o vencedor dos prêmios de melhor documentário e edição do ano. A cerimônia de entrega é realizada na Royal Opera House, de Londres.

O principal prêmio da noite, o de Melhor Filme, ficou com o filme mudo “The Artist”, de Michel Hazanavicius. O ator francês Jean Dujardin, de “The Artist” e a norte-americana Meryl Streep, que interpreta Margaret Thatcher em “Dama de Ferro”, ficaram respectivamente com os premis de melhor ator e melhor atriz.

O prêmio de melhor filme estrangeiro ficou pela terceira vez com o diretor espanhol Pedro Almodóvar, com o filme “A Pele que Habito”, desbancando o iraniano “A Separação”, de Ashgar Farhadi, que despontava como favorito após vencer no Festival de Berlim. Almodóvar, que não comparece à cerimônia e foi representado pelo ator indiano Anil Kapoor, já havia vencido com “Tudo Sobre Minha Mãe” e “Fale com Ela”, quando também recebeu, pelas duas películas, o prêmio de melhor roteiro.

Senna

O filme conta a trajetória esportiva do tricampeão mundial Ayrton Senna, que morreu aos 34 anos, em 1994, num acidente no Grande Prêmio de San Marino.

O documentário, de 104 minutos realizado através de imagens de arquivo, aborda principalmente sua rivalidade com o francês Alain Prost e os problemas de segurança da F1 na época.

O prêmio de melhor edição foi entregue para Gregers Sall e Chris King.

Fonte: UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *