F1: Ecclestone elogia tortura e desmerece democracia

Manda-chuva da Fórmula 1, Bernie Ecclestone acabou proferindo palavras polêmicas ao queixar-se da politicagem que cerca a categoria. Perguntado sobre como se sente sendo efetivamente dono de um esporte, o inglês acabou fazendo uma das mais infelizes comparações.

“Nos tempos antigos, era mais fácil para ser ditatorial, mas agora temos mais democracia na Fórmula 1. Odeio a democracia como sistema político, isso te impede de fazer as coisas. A tortura é uma maneira antiga de fazer as coisas funcionarem”, disparou Ecclestone em entrevista ao jornal Daily Mail.


O homem forte da Fórmula 1 ainda completou a gafe: “Um bom ditador é melhor para um país do que a democracia, que, na Inglaterra, leva a confusões e maus compromissos. Em uma democracia, o Primeiro-Ministro é sempre influenciado por alguém, por algum grupo ou pela mídia. Eu mesmo nunca votei. Qual o sentido disso?”, afirmou o inglês, que recentemente posicionou-se contra a campanha anti-racismo que a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) pretende promover.


Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *