F1: Em Barcelona, Pastor Maldonado vence pela primeira vez

O venezuelano Pastor Maldonado (Williams) venceu neste domingo (13/05), o GP da Espanha, em Barcelona, 5ª etapa da temporada. Foi a primeira vitória de um venezuelano na categoria. A Willians, que comemora os 70 anos do seu fundador Frank, encerrou um jejum de vitórias que durava desde o GP do Brasil de 2004 (com o colombiano Juan Pablo Montoya). O espanhol Fernando Alonso (Ferrari) e o finlandês Kimi Raikkonen (Lotus) completaram o pódio.

Alonso superou o pole-position Maldonado na primeira curva, assumindo a liderança. Raikkonen era o 3º, seguido pelo alemão Nico Rosberg (Mercedes) e o francês Romain Grosjean (Lotus).

No final da primeira volta Grosjean e o mexicano Sergio Perez (Sauber) se tocaram, com o pneu traseiro esquerdo do mexicano furando. Perez foi para os boxes trocar o pneu.

Logo nas primeiras voltas a dupla da Red Bull, o alemão Sebastian Vettel e o australiano Mark Webber, foram para os boxes, colocando pneus duros. Alonso parou na 11ª volta, com Maldonado e Raikkonen entrando na seguinte. O finlandês permaneceu com pneus macios.

Na 13ª volta o alemão Michael Schumacher (Mercedes) acertou a traseira do brasileiro Bruno Senna (Williams).  Ambos foram para a brita, com o heptacampeão abandonando na hora. Senna, com o pneu traseiro esquerdo furado, abandonou pouco depois. O acidente seria investigado pelos comissários após a prova.

O britânico Lewis Hamilton (Mercedes), que perdeu a pole após uma punição e alinhou em 24º, foi o último a fazer a sua primeira parada, na 15ª volta. Alonso liderava com 2s8 de vantagem sobre Maldonado. Grosjean ultrapassou Rosberg na primeira curva da 16ª volta, pelo 4º lugar. 

Webber perdeu várias posições, e na 18ª volta entrou nos boxes, com a equipe trocando o bico do carro. Voltou nas últimas posições. 

Na 25ª volta Maldonado fez a sua segunda parada, permanecendo com pneus duros.  Depois de perder tempo no trafego, Alonso foi para os boxes na 27ª volta. Pouco depois de retornar a pista, o espanhol foi ultrapassado por Maldonado. 

Com a parada de Raikkonen (que colocou pneus duros) nos boxes, Maldonado assumiu a ponta na 28ª volta.  Por não diminuírem a velocidade com a bandeira amarela agitada, Vettel e o brasileiro Felipe Massa (Ferrari) foram punidos com um drive-through. Massa cumpriu a punição na 29ª volta e Vettel na seguinte.  Com metade da prova disputada Maldonado tinha 6s1 de vantagem sobre Alonso. 

Por ignorar bandeiras azuis, e segurar Alonso, o francês Charles Pic (Marrusia) levou um drive-through. O estreante acabou abandonando na garagem.  

Na 42ª volta Maldonado fez a sua terceira parada nos pits. A equipe perde um pouco de tempo, na troca do pneu esquerdo traseiro, com Maldonado retornando em 3º.  Vettel foi para os boxes, trocando o bico do carro. 

Alonso entrou nos boxes na 44ª volta, sendo superado por Raikkonen e Maldonado.  O campeão de 2007 ainda sem fazer a terceira parada, fez Maldonado perder tempo, até o venezuelano retomar a liderança. Na 49ª volta Alonso passou Raikkonen, que na sequencia foi para os boxes. 

Com o tempo perdido atrás de Raikkonen, Maldonado, tinha menos de um segundo de vantagem sobre Alonso, que tinha pneus mais novos, faltando 16 voltas para o final. Na 57ª volta a diferença caiu para 0s6. 

Contudo os pneus da Ferrari começaram a se desgastar mais rápido, com Maldonado voltando a abrir vantagem volta a volta, chegando a três segundos na penúltima volta. Alonso passou a se preocupar com Raikkonen, que era um segundo mais rápido por volta, e tinha tirado mais de dezessete segundos de desvantagem em dez voltas. 

Maldonado recebeu a bandeirada, após 66 voltas, com 3s195 de vantagem sobre Alonso. Raikkonen, 0s689 atrás de Alonso, fechou o pódio.

Grosjean (que marcou a volta mais rápida, 1m26s250 na 53ª volta) terminou em 4º, seguido pelo japonês Kamui Kobayashi (Sauber). Vettel, que nas voltas finais superou o britânico Jenson Button (McLaren), Hamilton e Rosberg, chegou em 6º. Rosberg foi o 7º, seguido por Hamilton e Button. O alemão Nico Hulkenberg (Force India) fechou a zona de pontos. Massa terminou em 15º.

No pódio, Alonso e Raikkonen levantaram Maldonado nos ombros. 

Vettel e Alonso dividem a liderança do campeonato com 61 pontos. Hamilton é o 3º com 53, seguido por Raikkonen com 49. Senna com 14 é o 13º e Massa o 17º com dois.

A próxima etapa acontece daqui a duas semanas. O GP de Mônaco, em Monte Carlo.

Final:

1- Pastor Maldonado (VEN/Williams-Renault) – 1h39min9s145
2 – Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – a 3s195
3 – Kimi Raikkonen (FIN/Lotus-Renault) – a 3s884
4 – Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault) – a 14s799
5 – Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) – a 1m14s641
6 – Sebastian Vettel (ALE/RBR) – a 1m17s576
7 – Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – a 1m27s919
8 – Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) – a 1m25s200
9 – Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) – a 1m28s100
10 – Nico Hulkenberg (ALE/Force India-Mercedes) a 1 volta
11 – Mark Webber (AUS/RBR-Renault) a 1 volta
12 – Jean-Eric Vergne (FRA/STR-Ferrari) a 1 volta
13 – Daniel Ricciardo (AUS/STR-Ferrari) a 1 volta
14 – Paul Di Resta (ESC/Force India-Mercedes) a 1 volta
15 – Felipe Massa (BRA/Ferrari) a 1 volta
16 – Heikki Kovalainen (FIN/Caterham-Renault) a 1 volta
17 – Vitaly Petrov (RUS/Caterham-Renault) a 1 volta
18 – Timo Glock (ALE/Marussia-Cosworth) a 2 voltas
19 – Pedro de la Rosa (ESP/HRT-Cosworth) a 3 voltas

Não completaram:

Sergio Perez (MEX/Sauber-Ferrari) na 38ª volta
Charles Pic (FRA/Marussia-Cosworth) na 36ª volta
Narain Karthikeyan (IND/HRT-Cosworth) na 23ª volta
Bruno Senna (BRA/Williams-Renault) na 13ª volta
Michael Schumacher (ALE/Mercedes) na 13ª volta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *