F1: Em obediência ao chefe, Petrov se muda para Inglaterra

Ao final da última temporada, Vitaly Petrov ganhou destaque por causa do desempenho na corrida de Abu Dhabi, mas também recebeu críticas do dono da Renault, Gerard Lopez, por não ter sido mais consistente ao longo do Mundial. Lopez disse ainda que o russo deveria se mudar de Valência (Espanha) para ficar mais perto da fábrica da equipe, e o piloto obedeceu o chefe.

“Eu decidi me mudar para a Inglaterra. Em primeiro lugar, estou perto da fábrica, e se eu precisar, posso ir para lá a qualquer hora. E em segundo, posso voar de um aeroporto maior e pegar vôos diretos, enquanto em Valência algumas vezes eu tinha que fazer escala em Madri ou Paris, então isso sempre foi um pouco complicado”, explicou Petrov.

O piloto, que teve seu contrato renovado por dois anos com a Lotus Renault, irá morar em Oxford, uma vez que a agitada Londres o assustou um pouco. Garantido por mais duas temporadas, a cobrança será ainda maior sobre o russo.

“Eu fiquei um pouco nervoso, antes de saber se iria ou não renovar o contrato”, disse. “Foi meu ano de novato e sei que cometi erros, mas eu também fiz boas corridas. Então, foi 50% bom e 50% ruim”, acrescentou Petrov, que afirmou estar ciente dos desafios que terá em 2011.

“Agora que renovei, estou muito feliz. Já passei um bom tempo na fábrica, porque eu preciso me preparar com os engenheiros para esta temporada. Eu acredito que com um ano de F-1 de experiência, eu serei um melhor piloto agora”, avaliou o russo.

“Eu quero mostrar melhora, ser consistente e conseguir mais pontos. Eu sei onde preciso melhorar e também conheço todas as pistas, então será mais fácil para mim, trabalhar com a equipe, e para eles trabalharem comigo”, concluiu Petrov.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *