F1: Em prova emocionante, Lewis Hamilton vence GP dos EUA e conquista o tricampeonato

Em uma das melhores provas dos últimos anos, o britânico Lewis Hamilton (Mercedes) venceu o GP dos EUA, no Circuito das Américas, em Austin, 16ª etapa da temporada. Com a vitória, Hamilton conquistou o seu terceiro título na F-1 (2008, 2014 e 2015).

Click em Slide para mais fotos (FIA e Ferrari)

Com a pista úmida e ainda com água em alguns pontos, mas sem chuva (choveu muito em Austin desde quarta-feira), a prova foi repleta de ação, com ultrapassagens, toques e saídas de pista.

O alemão Nico Rosberg, parceiro de Hamilton, liderava a prova (o que adiava o tricampeonato do britânico), quando escapou da pista na 47ª, de 56 voltas. Hamilton ultrapassou o alemão, e rapidamente abriu uma confortável vantagem.

Nas voltas finais, Rosberg segurou os avanços do alemão Sebastian Vettel (Ferrari), que matematicamente ainda lutava pelo título, e garantiu o título de Hamilton.

O alemão Max Verstappen (Toro Rosso) terminou em quarto, seguido pelo mexicano Sergio Pérez (Force India) e o britânico Jenson Button (McLaren). 

O espanhol Carlos Sainz Jr. (Toro Rosso), o venezuelano Pastor Maldonado (Lotus), o brasileiro Felipe Nasr (Sauber) e o australiano Daniel Ricciardo (Red Bull) completaram a zona de pontos.

O brasileiro Felipe Massa (Williams) se envolveu em um toque na primeira curva, perdendo muitas posições. Com problemas mecânicos abandonou na 24ª volta.

Na largada, Hamilton tracionou melhor, e foi para cima do pole Rosberg, conseguindo a ultrapassagem (os carros chegaram a tocar rodas, de leve). O alemão deu uma escapada da pista, sendo superado pelas Red Bull do russo Daniil Kvyat e Ricciardo.  

Uma confusão logo após a largada envolveu vários carros. Entre eles, os dois brasileiros, Massa (que rodou e acertou a McLaren do espanhol Fernando Alonso) e Nasr, e seus parceiros de equipe, o finlandês Valtteri Bottas e o sueco Marcus Ericsson, respectivamente. O francês Romain Grosjean (Lotus) também teve um pneu furado.  Apenas Massa e Ericsson não precisaram entrar nos boxes, para reparos.

Nas primeiras voltas, Hamilton não conseguiu abrir vantagem sobre Kvyat. Que chegou a ultrapassar o britânico, mas em seguida escorregou, levando o ‘X”.

Com muitos pedaços de carros espalhados, o Safety Car Virtual foi acionado na quinta volta. Quatro voltas depois, a prova recomeçou. Usando a maior potencia do motor Mercedes, frente ao Renault, Rosberg superou Ricciardo, e na sequencia Kvyat. 

Na 13ª volta, Kvyat novamente escorregou, sendo ultrapassado por Ricciardo. Pouco depois, Ricciardo superou Rosberg. E duas voltas depois, o australiano assumiu a liderança, ao ultrapassar Hamilton.

Na 19ª volta, Hamilton entrou nos boxes, para troca de pneus. Na seguinte, Ricciardo, Rosberg e Kvyat também pararam, para colocar pneus slicks. Rosberg e Kvyat retornaram à pista na frente de Hamilton.  

Na 21ª volta, Rosberg superou Ricciardo e assumiu a liderança. Hamilton superou Kvyat , que também foi ultrapassado por Vettel. Kvyat retomou a posição de Vettel. 

Na 24ª volta, com problemas mecânicos, Massa abandonou.

Com melhor desempenho com a pista secando, Hamilton superou Ricciardo, pelo segundo lugar, na 26ª volta. Pouco depois, Ericsson ficou com o carro travado na pista. Provocando a entrada do Safety-Car.

A prova recomeçou na 33ª volta. Kvyat mais uma vez deu uma escapada da pista, perdendo a posição para Vettel.  Sem freios, o russo também perde posições para Verstappen e o alemão Nico Hulkenberg. (Force India).

Disputando posição, Ricciardo e Hulkenberg se tocaram na 37ª volta. Os dois rodam, e Kvyat aproveita para ganhar as posições. Com o carro de Hulkenberg parado em posição perigosa, o Safety-Car Virtual reapareceu.

Rosberg aproveitau o SCV e entrou nos boxes, para a troca de pneus. Hamilton reassumiu a ponta, seguido por Vettel. O britânico, com 4s7 de vantagem sobre Vettel, permaneceu na pista.

Na 43ª volta, Kvyat passou por cima de uma zebra molhada, perdeu  controle do carro. Atravessou a pista e bateu forte na barreira de proteção. O Safety-Car foi acionado pela segunda vez. Hamilton foi para os boxes, com Rosberg voltando para a liderança.

A relargada aconteceu na 46ª volta. Na volta seguinte, Rosberg errou e escapou da pista. Hamilton passou, e retomou a ponta.

Nas voltas finais, Rosberg segurou os avanços de Vettel. Garantindo o título por antecipação para Hamilton.

Na pista, Hamilton deu zerinhos com seu carro em frente às arquibancadas. E saiu do carro comemorando muito a conquista, indo em direção aos membros de sua equipe.

Antes do pódio, Hamilton levou um abraço respeitoso de Rosberg. Que não tinha como disfarçar a decepção. 

No pódio, festa total para Hamilton, o primeiro inglês a conquistar três títulos mundiais de F-1.

A próxima etapa, o GP do México, acontece no dia 01 de outubro. 

Final:
1. Lewis Hamilton GBR Mercedes-Mercedes 56 voltas
2. Nico Rosberg GER Mercedes-Mercedes +2.8s 
3. Sebastian Vettel GER Ferrari-Ferrari +3.3s 
4. Max Verstappen NED Toro Rosso-Renault +22.3s 
5. Sergio Perez MEX Force India-Mercedes +24.4s 
6. Jenson Button GBR McLaren-Honda +28.0s 
7.Carlos Sainz Jr ESP Toro Rosso-Renault +30.6s * 
8. Pastor Maldonado VEN Lotus-Mercedes +32.2s 
9. Felipe Nasr BRZ Sauber-Ferrari +40.2s 
10. Daniel Ricciardo AUS Red Bull-Renault +53.3s 
11. Fernando Alonso ESP McLaren-Honda +54.8s 
12. Alexander Rossi USA Manor Marussia-Ferrari +75.2s 
*Cinco segundos de acréscimo no tempo
Abandonos:
Daniil Kvyat RUS Red Bull-Renault 
Nico Hulkenberg GER Force India-Mercedes 
Marcus Ericsson SWE Sauber-Ferrari 
Kimi Raikkonen FIN Ferrari-Ferrari
Felipe Massa BRZ Williams-Mercedes 
Romain Grosjean FRA Lotus-Mercedes 
Valtteri Bottas FIN Williams-Mercedes 
Will Stevens GBR Manor Marussia-Ferrari 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *