F1: Em prova movimentada, Lewis Hamilton segura Nico Rosberg e vence no Bahrein

Em uma prova muito movimentada no circuito de Sakhir, cheia de disputas por posições, o britânico Lewis Hamilton, com pneus duros em sua Mercedes na parte final da prova, segurou o parceiro de equipe, o alemão Nico Rosberg, que usava pneus macios (cerca de 1,5 segundos mais rápido do que os duros), e venceu o GP do Bahrein, terceira etapa da temporada. O mexicano Sergio Pérez (Force India) completou o pódio.

Na largada Hamilton foi para cima do pole Rosberg, assumindo a primeira posição. O brasileiro Felipe Massa (Williams), saindo da 7ª posição, fez uma grande largada indo para terceiro. Perez era o quarto, seguido pelo finlandês Valtteri Bottas (Williams) e o britânico Jenson Button (McLaren).

Nas primeiras voltas, Massa e Pérez fizeram um intenso duelo pelo terceiro, até o mexicano conseguir a ultrapassagem na 12ª volta. Pouco depois, Massa fez o primeiro, de seus três pit stops, retornando atrás de Bottas (que parou antes).

Separados por centésimos de segundo, as duas Mercedes disputavam a ponta palmo a palmo, chegando a se alternar na liderança. Hamilton entrou nos boxes primeiro, colocando pneus macios. Rosberg, com pista livre, recebeu ordens para acelerar até a sua parada. O alemão parou, colocando pneus duros.

Com as paradas, Hamilton tinha sete segundos de vantagem sobre Rosberg. Bottas era o terceiro, seguido de perto por Massa, o alemão Nico Hulkenberg (Force India) e Pérez.

Bottas parou nos boxes pela segunda vez, deixando Massa em terceiro, mas muito pressionado por Hulkenberg e Pérez. Os três chegaram a ficar lado a lado entre as curvas 4 e 5, até Massa entrar pela segunda vez nos boxes.

Com os outros carros entrando nos boxes, para a segunda parada nos pits, Bottas e Massa retornaram para a 3ª e 4ª posições. Na 39ª volta, Massa fez a terceira parada. Depois foi a vez de Bottas parar.

O venezuelano Pastor Maldonado (Lotus) tocou no mexicano Esteban Gutierrez (Sauber), que capotou, chegando a girar no ar. O carro parou com as rodas para cima, com Gutierrez saindo ileso do carro, que ficou bastante danificado. O Safety-Car foi acionado.

Com o carro de segurança na pista, os pilotos aproveitaram para fazer mais um pit stop. Hamilton parou, colocando pneus duros. Na sequencia Rosberg colocou os macios.

A relargada aconteceu na 47ª volta. Hamilton manteve a ponta, seguido por Rosberg. Atrás vinham a dupla da Force India, Pérez e Hulkenberg, Button (com os pneus gastos perdeu rendimento e posições rapidamente), a dupla da Red Bull, o alemão Sebastian Vettel e o australiano Daniel Ricciardo, a dupla da Williams, Massa e Bottas e a dupla da Ferrari, o espanhol Fernando Alonso e o finlandês Kimi Raikkonen.

Rosberg, com pneus macios (cerca de 1s5 mais rápido do que o duro) partiu para cima de Hamilton, chegando a fazer a ultrapassagem na 53ª volta, e levar o “X” na sequencia.

Atrás as disputas entre os parceiros de equipe eram intensas. Ricciardo passou Vettel, e foi para cima da dupla da Force India. Massa se defendia de Bottas. Faltando duas voltas para o final, Button abandonou. Pela primeira vez no ano, a McLaren saiu zerada de uma prova (o dinamarquês Kevin Magnussen abandonou na 40ª volta).

Hamilton se defendeu dos ataques de Rosberg, recebendo a bandeirada com um segundo de vantagem. Foi a 24ª vitória de Hamilton na categoria.

Surpresa do final de semana, Pérez completou o pódio, apenas 0s4 a frente de Ricciardo.

Hulkenberg foi o quinto, seguido por Vettel, Massa, Bottas, Alonso e Raikkonen.

Rosberg lidera o campeonato com 61 pontos. Hamilton em segundo soma 50. Hulkenberg é o terceiro com 28.

A próxima etapa, o GP da China, acontece no dia 20 de abril.

Final:

1. Lewis Hamilton Mercedes-Mercedes 57 voltas em 1h39m42s743
2. Nico Rosberg   Mercedes-Mercedes + 00m01s0
3. Sergio Perez   Force India-Mercedes + 00m24s0
4. Daniel Ricciardo Red Bull-Renault + 00m24s4
5. Nico Hulkenberg Force India-Mercedes + 00m28s6
6. Sebastian Vettel Red Bull-Renault + 00m29s8
7. Felipe Massa Williams-Mercedes + 00m31s3
8. Valtteri Bottas Williams-Mercedes + 00m31s8
9. Fernando Alonso Ferrari-Ferrari + 00m32s5
10. Kimi Raikkonen Ferrari-Ferrari + 00m33s4
11. Daniil Kvyat Toro Rosso-Renault + 00m41s3
12. Romain Grosjean Lotus-Renault + 00m43s1
13. Max Chilton Marussia-Ferrari + 00m59s9
14. Pastor Maldonado Lotus-Renault + 01m02s8
15. Kamui Kobayashi Caterham-Renault + 01m18s3
Rtd Jenson Button McLaren-Mercedes + 2 voltas
16. Jules Bianchi Marussia-Ferrari + 3 voltas

Abandonos:

Kevin Magnussen   McLaren-Mercedes 40 voltas
Esteban Gutierrez Sauber-Ferrari 39 voltas
Marcus Ericsson Caterham-Renault 33 voltas
Jean-Eric Vergne Toro Rosso-Renault 18 voltas
Adrian Sutil Sauber-Ferrari 17 voltas

Volta mais rápida:

Nico Rosberg Mercedes-Mercedes1m37s020 na volta 49

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *