F1: Entre críticas, Alguersuari diz ‘não tenho nada a perder’

Substituto do francês Sebastien Bourdais na Toro Rosso, Jaime Alguersuari será o piloto mais jovem a disputar uma corrida de Fórmula 1. Com 19 anos e 125 dias de vida, ele estreia na manhã deste domingo, no Grande Prêmio da Hungria. Entre críticas de pilotos experientes como Felipe Massa e Mark Webber, o espanhol chega de forma polêmica.

“Não tenho nada a perder nem a ganhar. Tenho que pilotar, aprender e depois falaremos de ganhar mais adiante. Meu objetivo é acabar a corrida, é um objetivo que nunca tinha estabelecido antes. Você sempre pensa em ganhar”, declarou o novo companheiro do suíço Sebastien Buemi, mais um que disputa sua primeira temporada na Fórmula 1.

O brasileiro Felipe Massa, 28 anos, da Ferrari, condenou a decisão da Toro Rosso de promover a estreia de um piloto que nunca completou sequer uma volta em um carro de Fórmula 1 e disse que o Alguersuari “pode se queimar muito rápido”. O australiano Mark Webber, 32 anos, da Red Bull, seguiu a mesma linha.

O espanhol tenta não se mostrar pressionado com as circunstâncias, mas admite que está em uma posição delicada. “Estou jogando com desvantagem. É uma situação um pouco difícil e minha única vitória neste final de semana é acabar a corrida”, reiterou o jovem.

Com oito corridas para o final da temporada, Alguersuari pensa em ganhar experiência para 2010. “Obviamente, não me colocaram em uma nova categoria só para meio ano. O importante é conhecer as pistas e fazer quilometragem com o carro. Essa foi a melhor maneira, apesar de parecer precipitado”, disse.

Se Felipe Massa e Mark Webber condenaram a entrada precoce do espanhol na categoria, ele foi saudado pelo compatriota Fernando Alonso. Nesta quinta-feira, o bicampeão do mundo visitou o jovem no motorhome da Toro Rosso em Hungaroring. “Na hora da prova, sabemos o que temos que fazer”, minimizou o piloto da Renault.

“Ele me cumprimentou e tivemos uma boa conversa”, explicou Alguersuari. O jovem se prepara para superar o neozelandês Mike Thackwell, que disputou sua primeira corrida na Fórmula 1 na edição de 1980 do Grande Prêmio do Canadá quando tinha 19 anos, cinco meses e 29 dias.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *