F1: Equipes começam a abandonar KERS, diz revista

McLaren e BMW estariam dentro de cronograma e seriam as exceções.

A revista “Auto Motor und Sport” indica que algumas equipes da Fórmula 1 começaram a desistir de adotar o KERS, sistema de recuperação de energia, em 2009.

De acordo com a publicação alemã, somente McLaren e BMW cumprem seus cronogramas de desenvolvimento da tecnologia, e outros times, como a Ferrari, têm encontrado dificuldades. Luca di Montezemolo afirmou recentemente que acha o KERS um “erro” por ser “caro demais”.

Além disso, pelos problemas com a parceria entre Ferrari e Magneti-Marelli para o desenvolvimento eletrônico do KERS, a escuderia italiana consideraria colaboração da Peugeot, mas esta negou o boato.

“No fim de fevereiro, deveremos determinar se correremos com ou sem o KERS”, disse Gilles Simon, diretor de motor e eletrônica da Ferrari.

Renault e Toyota também estão atrasadas, e a equipe japonesa já admitiu ser improvável ter o KERS e seu ganho momentâneo de potência extra na Austrália. A Renault deverá empresar seu recurso para a Red Bull, e a Ferrari talvez faça o mesmo com a Toro Rosso.

A Williams, com um sistema giratório de conservação de energia, está atrasada também, segundo a “Auto Motor und Sport”.

Os times que quiserem ter o KERS neste ano terão de correr contra o tempo até março, pois não poderão ser feitos testes de pista durante a temporada 2009 fora dos treinos livres de GPs.

Fonte: Tazio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *