F1: Equipes pedem clareza sobre o novo regulamento para 2021

Um dos grandes temas dos bastidores da Fórmula 1 na atual temporada é o novo regulamento da categoria, projetado para ser colocado em prática a partir de 2021. Os sinais, porém, são de que o documento, previsto para ser assinado em junho, deve ser prolongado. Isso porque ainda existem pendências junto as equipes, que pedem clareza na definição das novidades.

De acordo com Cyril Abiteboul, chefe da Renault, as partes envolvidas vêm se reunindo para tentar chegar a um acordo, que não deve demorar a acontecer. Porém, a previsão inicial da assinatura nos próximos dias está praticamente descartada.

“Teremos um contrato assinado pela FIA, Fórmula 1 e todas as dez equipes até o fim de junho ou meados de junho para o Conselho Mundial? Não, obviamente não. Mas na minha opinião há muito trabalho de base já coberto. É tudo sobre os princípios de 2021, a partir de uma perspectiva comercial, perspectiva financeira, os princípios-chave do lado técnico e do lado esportivo. E, na minha opinião, estamos provavelmente a 80% ou 90% do acordo”, disse Abiteboul à revista “Racer”.

Ao que tudo indica, boa parte das pendências dizem respeito a questão de quem se beneficiaria em começar mais cedo o desenvolvimento do carro de 2021. Andreas Seidl, novo chefe da McLaren, revelou que a equipe está aguardando um posicionamento para definir qual serão os parâmetros do novo regulamento para iniciar as projeções.

“É mais importante saber o que mudará com clareza, então nós podemos começar a pensar em como isso afeta a estrutura do time e eu posso começar a imaginar como o time deverá se moldar”, disse. “Mas eu estou contente tanto se os regulamentos vierem agora ou depois. Isso não muda nada. No final é igual todos os anos, você precisa pensar sobre até quando irá desenvolver o carro atual”, finalizou.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *