F1: Ericsson encerra contrato e não corre mais pela Caterham

Mesmo se conseguir alinhar seus carros no GP de Abu Dhabi da Fórmula 1, a Caterham ainda terá que resolver um problema. Nesta quarta-feira, o piloto sueco Marcus Ericsson informou que encerrou seu contrato com efeitos imediatos na escuderia britânica, não tendo mais nenhum vínculo com o time.

“É um dia triste, já que gostei de trabalhar com a equipe apesar de ter sido uma temporada dificultosa”, disse o sueco no comunicado.

O sueco aproveitou para agradecer os principais mandatários da equipe britânica, como Colin Kolles, Manfredi Ravetto e Cyril Abiteboul, assim com os outros funcionários da escuderia de Leafield.

“Eu queria agradecer a Caterham por confiar em mim, e por ter feito minha primeira temporada na F-1 uma experiência inesquecível de aprendizado”, completou.

Ericsson reservou palavras para o seu companheiro de equipe, o japonês Kamui Kobayashi, que segundo o sueco serviu de inspiração nas pistas.

“Também gostaria de agradecer meu grande amigo e companheiro Kamui Kobayashi por ter sido uma inspiração durante todo o ano. Espero que ele volte logo às pistas”, sentenciou.

Ainda não confirmada em Abu Dhabi, a Caterham tinha um objetivo de arrecadar £ 2,350 milhões (aproximadamente R$ 9 milhões) até sexta-feira para alinhar seus carros no circuito de Yas Marina. Até o momento foram recebidos cerca de R$ 5 milhões em um site de “vaquinha” virtual.

Estreante na atual temporada, Ericsson foi confirmado como um dos pilotos da Sauber para a temporada de 2015 da F-1, formando parceria com o brasileiro Felipe Nasr.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *