F1: Estudos revelam que Alonso sofreu impacto de 46G em Melbourne

O terrível acidente protagonizado por Fernando Alonso durante o Grande Prêmio da Austrália, na estreia da atual temporada da Fórmula 1, passou por uma grande investigação. Segundo o relatório da FIA, o espanhol bateu a 305 km/h, e o impacto chegou aos 46G (força da gravidade).

No incidente em Melbourne, o bicampeão mundial escapou da batida sem lesões sérias. Porém, precisou ausentar-se do Grande Prêmio subsequente, realizado no Bahrein, por ter fraturado algumas costelas.

Os detalhes do acidente foram extraídos da nova câmera direcionada para a traseira dos carros. Esta foi a primeira vez em que as gravações captadas pelo dispositivo foram utilizadas para análise.

De acordo com o relatório, o piloto espanhol estava a 313 km/h durante sua tentativa de ultrapassagem sobre Esteban Gutiérrez. Depois do impacto de 305 km/h, Alonso teve sua suspensão dianteira quebrada, além de ter batido a cabeça na parte esquerda do suporte duas vezes.

“Do impacto inicial de 305 km/h, o carro de Alonso foi capaz de gerenciar três grandes desacelerações e uma fase de ar sem maiores danos para o piloto”, afirmou o relatório. “Isto ocorreu graças ao sistema de segurança do carro, que funcionou corretamente para este ´propósito”.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *