F1: Ex-presidente da FIA, Mosley critica longo calendário de 2011 da F-1

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) já divulgou o calendário da próxima temporada, que terá uma corrida a mais do que neste ano, totalizando 20 Grand Prix, com a adição da prova na Índia. O longo campeonato foi criticado por alguns pilotos e dirigentes na época do anúncio e voltou a ser criticado, desta vez pelo ex-presidente da organização, Max Mosley.

Além da Índia, que foi confirmada para a próxima temporada, Estados Unidos e Rússia podem ganhar seu lugar na Fórmula 1 em um futuro próximo, deixando em aberto a possibilidade de ter um Mundial com 22 corridas. Para o ex-dirigente da FIA, 20 provas é um número bastante exaustivo para a categoria.

“Para mim, pessoalmente, é muito”, disse Mosley, ao jornal alemão Welt. “Na minha opinião, são muitos domingos dedicados à Fórmula 1. Em algum momento, isto fica cansativo. E aí você começa a perder uma corrida aqui e ali, o que pode se tornar facilmente um hábito. Isto pode virar uma bola de neve para a audiência da TV”, acrescentou.

Mosley comentou ainda sobre os altos custos para competir na categoria e afirmou que, com o orçamento de hoje em dia, é bastante difícil para as equipes pequenas sobreviverem. “É bem possível que possamos perder dois ou três times”, alertou.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *