F1: Felipe Massa não vê Ferrari fora da briga pelo pódio

Brasileiro rechaça declaração do diretor técnico Nick Fry, apesar de admitir que não está 100% contente com a F2012

Felipe Massa admitiu nesta quinta-feira, em entrevista coletiva em São Paulo, que a Ferrari não chega à abertura do Mundial de Fórmula 1, dia 18, na Austrália, na condição que ele e a equipe esperavam. No entanto, apesar de os resultados dos testes de pré-temporada não terem sido os ideais, o brasileiro rechaçou a declaração do diretor técnico Nick Fry de que o novo modelo F2012 seja incapaz de brigar pelo pódio nas primeiras provas.

– Na verdade, dizer que temos um carro impossível de brigar pelo pódio não é certo. Só quando todo mundo tirar gasolina e colocar pneu mole vamos saber. Não faz parte da minha cabeça não brigar pelo pódio. O quanto por cento para brigar por corridas não dá para dizer. Em 2011 achávamos que tínhamos 90% de chance de brigar pelo campeonato. Prefiro nem dizer para não chegar lá e ser diferente – afirmou o brasileiro, após anúncio de contrato de patrocínio com o Grupo Petrópolis por intermédio dos energéticos TNT, que também patrocinarão a Ferrari.

Embora coloque Red Bull e McLaren como favoritas para este começo de temporada, baseado exclusivamente nos tempos dos testes, Massa insistiu que é muito difícil prever com precisão quem poderá dominar as primeiras provas.

– Você olhando os tempos colocaria a Red Bull, a McLaren, a Lotus e aí a gente, muito perto, e umas quatro equipes entre Force India, Williams, Sauber e Toro Rosso disputando com a gente também. Mas calcular hoje é muito difícil, não tem como dizer isso de fora. O que parece é que tem várias equipes competitivas. Daqui a uma semana teremos uma resposta clara – disse.

Massa declarou ainda que a Ferrari mudou os rumos no desenvolvimento dos escapamentos, o que atrasou um pouco o desenvolvimento da F2012. Para este ano, com a proibição dos difusores soprados, o fluxo de ar oriundo dos escapamentos teve de ser redirecionado, o que gerou um desafio aos times. Apesar disso, Massa afirmou que a equipe não fez outras alterações sensíveis, embora esteja trabalhando para desenvolver rapidamente o carro:

– Tivemos poucos dias de teste, a cada ano se testa menos. É muito difícil ter uma noção clara 100% de como está o carro comparando com as outras equipes. É lógico que a gente não teve o resultado que a gente gostaria, brigando todos os dias pelo primeiro lugar. Foram poucos os dias que experimentamos os pneus macios. Mesmo assim vimos muitos carros competitivos. Agora, como estavam todos os carros é muito difícil ter a cetteza clara. Ano passado, a gente estava muito bem nos testes de pré-temporada e, quando chegou na primeira corrida tomamos, mais de um segundo na classificação. Não fiquei 100% contente, gostaria de estar um pouco mais competitivo e, olhando o carro que a gente tem e o que trabalhamos, tem muito que evoluir e estamos trablahando para melhorar.

Sobre a recorrente questão a respeito da necessidade de um bom desempenho este ano para renovar o contrato com a Ferrari, Massa manteve o discurso de tranquilidade:

– Não é a primeira vez que acontece. A gente sempre tem um contrato, no meu caso foi sempre de dois em dois anos, Estamos no fim do segundo ano, vou trabalhar para renovar esse contrato. Já estou no sétimo ano, então não me preocupa, até porque não entramos no carro pensando nisso, apenas trabalhar 100% para conseguir o melhor. O que tem em volta disso não entra. É trabalhar para ter bons resultados e isso acontecendo não seria nenhum problema estar no ano em que acaba o meu contrato.

Por fim, Felipe comentou as mudanças nos pneus Pirelli e no próprio staff da Ferrari:

– É diferente do ano passado e ainda melhor, eles são ainda mais moles. Tinha uma grande diferença do duro para o mole, em Barcelona a diferença de tempo foi bem inferior. Você não terá aquele problema de fazer o pneu duro funcionar. Deve ficar um campeonato com estratégias mais iguais. Deve ser mais fácil de entender. Na Ferrari, algumas coisas mudaram no projeto do carro não só por mudar, mas pelo regulamento. Temos um grupo em que muitas pessoas são as mesmas do ano passado.

Fonte: LANCENET!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *