F1: Ferrari está sendo investigada pela FIA sob suspeita de que tenham reinventado a velha técnica de usar os gases do escapamento

A Ferrari está sendo investigada pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) sob suspeita de que tenham reinventado a velha técnica de usar os gases do escapamento com efeito aerodinâmico, o que é proibido pelo regulamento da categoria.

O que se suspeita é que este ganho esteja associado a uma ação do piloto, que daria o comando para que o dispositivo sopre os gases em momentos determinados, gerando o ganho aerodinâmico mesmo quando o carro não estiver em aceleração plena.

Os rumores sobre a manipulação do piloto cresceram após uma alavanca misteriosa ser vista no volante do carro de Sebastian Vettel , mas não no de Kimi Raikkonen. Porém, questionado hoje por um repórter sobre o dispositivo, Vettel (em claro tom de brincadeira) negou saber da existência da peça. Mesmo com a insistência do jornalista, o alemão continuou se esquivando do questionamento.

Sebastian Vettel: De qual alavanca você se refere?

Repórter: A pequena alavanca que fica em cima daquela de troca de marchas…

SV: Tem isso?

R: Sim!

SV: Eu preciso dar uma olhada!

R: Você tem escondido muito bem, mas para que ela serve?

SV: Eu nem cheguei a ver. Preciso dar uma olhada…

R: Mas está no seu volante e não no do Kimi…

SV: Eles devem ter colocado sem me avisar. Então não sei. Mas não é um grande segredo.

R: Mas ela faz algo pequeno ou grande (no carro)?

SV: Grande, do contrário não estaria lá. Mas eu preciso descobrir o que é…

A suspeita que recai sobre a Ferrari teve origem a partir do som diferente do habitual de seu motor híbrido, que teria provocado a convocação de uma vistoria extra antes da etapa deste fim de semana, em Baku. De acordo com especialistas, o modelo SF71H estaria usando um mapeamento especial no motor. Um comando que teria a função de conduzir o calor gerado pelo MGU-H e o turbo, desviando os gases quentes especificamente para a parte traseira do carro, melhorando a pressão aerodinâmica.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *