F1: Ferrari ‘suspeita’ de centralina da McLaren

Após as quebras dos motores Ferrari no Grande Prêmio da Austrália, a escuderia italiana se propôs a estudar melhor a compatibilidade da centralina – produzida por uma subsidiária da McLaren – com o motor do F2008. A suspeita é de que o sistema eletrônico tenha ocasionado as falhas na etapa de abertura.

Em 2008, a Federação Internacional de Automobilismo determinou a utilização de uma centralina comum a todas as equipes. O sistema passou a ser fornecido por um braço tecnológico da McLaren, em parceria com a Microsoft, que teria apresentado o melhor custo-benefício, de acordo com a entidade.


Para os mecânicos da Ferrari, a compatibilidade com o novo dispositivo ainda não foi totalmente acertada e deve ter sido o motivo das paradas na Austrália.


“Este é o tipo de coisa que pode acontecer quando se trabalha com um processo que você não conhece completamente. Agora sabemos que há um conflito e podemos evitar que aconteça novamente”, disse um porta-voz da Ferrari à revista GP Week.


O chefe da equipe, Stefano Domenicali, também sugeriu que a escuderia tenha encontrado problemas para adaptar o novo sistema único de controle, que deve permanecer comum até 2010. “Precisamos entendê-lo completamente”, afirmou.


Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *