F1: FIA anuncia Pirelli e regra dos 107% na Fórmula 1

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) anunciou nesta quarta-feira que a Pirelli será a fornecedora oficial de pneus para a Fórmula 1 até o término da temporada 2013. O time italiano substitui a Bridgestone, que deixa a categoria no fim do ano.

A última vitória da empresa na categoria aconteceu no GP do Canadá de 1991, pelas mãos de Nelson Piquet – coincidentemente, o êxito também foi o último do brasileiro na Fórmula 1.

Além da Benetton de Piquet também usavam compostos Pirelli a Tyrrell, a Brabham e a Dallara. A francesa Michelin e a inglesa Cooper Avon estavam na concorrência pelo fornecimento a partir de 2011.

Além disso, o peso dos carros passará de 620kg para 640kg na próxima temporada, o que indica nova autorização para o uso do KERS.

Regra do 107%

Atendendo a pedidos das grandes equipes, a FIA também promoveu o retorno da “regra dos 107%”, que elimina todos os pilotos cuja melhor volta no Q1 exceda 107% do tempo do líder. Com isto, piloto de equipes como Lotus, Virgin e Hispania, entre eles Lucas di Grassi e Bruno Senna, passarão a enfrentar dificuldades para estarem nas provas.

A FIA, porém, poderá abrir exceções. “Em circunstâncias excepcionais, porém, o que pode incluir uma volta adequada nos treinos livres, os comissários podem permitir que o carro comece a corrida”, afirma a entidade.

Polêmicas de 2010

O Conselho Mundial de FIA ainda tratou de dois episódios polêmicos do atual campeonato: o fato de Lewis Hamilton ter sido multado por não ter combustível suficiente para chegar aos boxes após o treino classificatório do GP do Canadá e a ultrapassagem de Michael Schumacher sobre Fernando Alonso na prova de Mônaco.

No caso do inglês, a entidade ratificou que o carro precisa ter condições de chegar ao pit stop sem a necessidade de ser empurrado, mas não estabelece nenhuma pena específica caso isso não ocorra.

Sobre a atitude de Schumacher, a FIA deixou claro que se o safety car sair da pista somente na última volta, não serão permitidas trocas de posições.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *