F1: FIA nega pedido da Williams sobre revisão de incidentes no GP de Baku

A Williams entrou com um pedido de revisão de algumas decisões tomadas por comissários da Federação Internacional de Automobilismo em relação a incidentes ocorridos no GP de Baku, no Azerbaijão, e acabou tendo a solicitação rejeitada pela entidade. Na ocasião, a principal ocorrência ficou por conta de Sergey Sirtokin, que acabou punido com a perda de três posições no grid de largada do GP da Espanha por conta de uma colisão com Sergio Pérez, além de ter perdido dois pontos.

As reclamações da escuderia, contudo, não pararam por aí. A equipe ainda pediu a revisão das decisões sobre a pena de 10 segundos e dois pontos dada a Kevin Magnussen por conta do incidente com Pierre Gasly, além de ausência de punições nos lances entre Esteban Ocon e Kimi Räikkönen e Sirotkin, Nico Hülkenberg e Fernando Alonso, ambos na primeira volta.

A FIA negou os pedidos alegando falta de evidências. De acordo com a entidade, para que o protesto da Williams fosse considerado, a equipe deveria apresentar novos elementos sobre os lances em uma reunião que ocorreu na manhã desta terça-feira. No entanto, a escuderia não levou elementos que a entidade julgam ser suficientes para a reabertura de análise, portanto rejeitou a solicitação.

A próxima etapa da Fórmula 1 será o GP da Espanha, no dia 13/05, domingo, às 10h10 (horário de Brasília). Lewis Hamilton lidera a busca pelo título com 70 pontos, seguido por Vettel com 66, e Räikkönen com 48.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *