F1: Fora desde 2005, Minardi diz que poderia lutar na frente

Afastado da Fórmula 1 desde o fim de 2005, quando vendeu sua equipe para a Red Bull, Giancarlo Minardi disse que poderia conquistar bons resultados na Fórmula 1 hoje em dia se continuasse com a sua escuderia, a atual Toro Rosso.

Para o ex-dirigente, com o pacotão anticrise, as chances de uma equipe independente conseguir andar entre as primeiras colocadas é maior.

“Com motores congelados, menos desenvolvimento aerodinâmico e menos horas nos túneis de vento, e com um bom piloto, agora a Minardi lutaria na frente. Eu poderia fazer o que realiza a Toro Rosso. Claro que eles têm um bom respaldo econômico, mas não tanto como seus ‘primos’ da Red Bull e outros equipes. Mas com gente bem organizada e boa administração se conseguem resultados”, falou Minardi ao jornal argentino Olé.

Entretanto, o chefe de equipe que revelou pilotos como Giancarlo Fisichella, Jarno Trulli, Fernando Alonso e Mark Webber descartou comprar de volta a Toro Rosso – dono da Red Bull, Dietrich Mateschitz já deixou claro que não terá condições de sustentar dois times quando entrar em vigor a regra que proíbe o uso de carros baseados em outros.

“Eu deixei a Fórmula 1 sem lucros e não tenho recursos para comprar a equipe. Mas continua a ser um sonho guardado na gaveta”, finalizou Minardi.
 
Fonte: Lancepress!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *