F1: Fota não arreda o pé e quer manutenção do atual regulamento para 2010

A novela envolvendo a Fota, a associação de equipes da Fórmula 1, e o limite do teto orçamentário proposto pela FIA para a próxima temporada ganhou novos capítulos neste domingo. Stefano Domenicali, chefe de equipe da Ferrari, comentou a posição da Fota para o Mundial de 2010 e voltou a atacar o teto orçamentário imposto por Max Mosley, diretor da FIA, para o próximo ano.

“Absolutamente não aceitamos o teto orçamentário. O pedido pela manutenção do regulamento de 2009 é o ponto inicial, pois significa que não teremos um limite”, revelou Domenicali, garantindo que só haverá conversa se as determinações forem acatadas pela FIA.

Segundo Domenicali, a inscrição de nove escuderias filiadas à Fota para a próxima temporada não significa que a entidade aceitou as determinações do teto orçamentário.

“É muito simples: os times condicionaram suas participações à assinatura de um novo pacto e ao uso das regras atuais, modificadas com as nossas sugestões. A ação que a Fota tomou está plenamente de acordo com os princípios da Ferrari e da associação”, afirmou o italiano, que completou.

Para o dirigente, os pedidos da Fota se incluem nas novas diretrizes que a Federação Internacional de Automobilismo impõe para a temporada de 2010. “A FIA quer reduzir os custos por dois objetivos: evitar a saída de times existentes e facilitar a chegada de novas equipes. Conseguimos atingir as duas metas. Os custos serão reduzidos, e esforços serão feitos para manter todos na Fórmula 1”, finalizou.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *