F1: Gulf Oil oficializa acordo de patrocínio global para a McLaren

A McLaren oficializou, nesta terça-feira (28), um acordo de patrocínio com a companhia petrolífera americana Gulf Oil. A escuderia não revelou os valores da negociação e divulgou apenas que se trata de um contrato “plurianual”, o que leva a crer em uma parceria de médio e longo prazo.

A chegada da Gulf Oil à McLaren tapará um buraco criado pela saída da brasileira Petrobras em uma decisão tomada pelo presidente Jair Bolsonaro. Desde novembro do ano passado, a equipe não tinha um parceiro para fornecimento de combustíveis e lubrificantes.

Esta não é a primeira vez que a empresa americana se acerta com a escuderia britânica. O vínculo da Gulf Oil com a McLaren começou em 1968 e continuou até o final da temporada de 1973, com a parceria alcançando mais de 40 vitórias em corridas na Fórmula 1 e no popular campeonato de carros esportivos Can-Am. Depois, na década de 1990, a parceria foi renovada nas 24 horas de Le Mans, com o icônico McLaren F1 GTR rodando com as cores da multinacional do setor petroleiro ao longo de toda a década.

“Essa é uma parceria muito empolgante que traz a marca da Gulf Oil de volta ao automobilismo de elite. Os livros de história estão cheios de histórias notáveis ​​que contam o que Gulf e McLaren alcançaram no passado. Agora, estamos juntos mais uma vez para escrever o próximo capítulo desta parceria única. Estamos orgulhosos de trabalhar ao lado de uma marca que compartilha nossas aspirações futuras e nossa ambição de inovação, tanto na estrada quanto na pista. Esperamos trabalhar juntos e desenvolver ainda mais os recursos líderes de classe da Gulf e da McLaren”, celebrou Mike Jones, CEO da Gulf Oil.

“Estamos felizes em receber a Gulf Oil de volta à McLaren e reunir duas marcas icônicas em uma nova e emocionante parceria. A Gulf faz parte da história da McLaren e é bem conhecida por sua inovação e excelência técnica no setor, que se alinha perfeitamente à McLaren. Estamos ansiosos para iniciar nossa parceria juntos nesta temporada”, destacou Zak Brown, CEO da McLaren Racing.

Pelo contrato, a Gulf Oil já passará a estampar sua logomarca nos carros e nos macacões dos pilotos da McLaren já neste final de semana, na disputa do GP da Inglaterra, em Silverstone. Especificamente nos carros pilotados por Carlos Sainz e Lando Norris, a marca terá visibilidade nas capas dos motores e nos espelhos retrovisores.

A partir de 2021, a Gulf Oil se tornará fornecedora oficial de lubrificantes e combustíveis também dos carros de luxo fabricados pela McLaren Automotive para andar na rua. A marca passará a ser exibida nos eventos da montadora em todo o mundo, nas lojas revendedoras e ainda nos uniformes dos funcionários.

Além disso, um pequeno e exclusivo número de clientes terá a opção de ter seu modelo McLaren pintado à mão pela McLaren Special Operations, divisão especializada da montadora, com as tradicionais cores que remontam ao famoso carro F1 GTR Le Mans que correu e fez sucesso durante a década de 1990.

Fonte: Máquina do Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *