F1: Hamilton diz que não fez nada de errado

Punido por conta da ultrapassagem que fez em cima do finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, no GP da Bélgica, o britânico Lewis Hamilton, da McLaren, afirmou não ter feito nada de errado na manobra que ocasionou a perda de 25 segundos no tempo final. Com a punição, o inglês caiu para a terceira colocação e Felipe Massa ficou com a vitória. A segunda posição ficou com o alemão Nick Heidfeld.

“Havia começado a chover e tinha alcançado Raikkonen. Tinha uma boa oportunidade de passar por dentro da última curva, mas veio a freada de repente e não tive outro jeito a não ser ir por fora”, afirmou o piloto.

Nas últimas voltas no circuito de Spa-Francorchamps, a chuva apertou e Hamilton não conseguia ultrapassar Raikkonen, até que o inglês tentou a manobra e fez a ultrapassagem pegando um atalho por fora da pista. No entanto, isso não é permitido e Hamilton deixou o adversário voltar à frente. Mesmo assim, os comissários de prova afirmaram que o britânico não deu espaço suficiente, já que Hamilton logo voltou a tomar a ponta na Bélgica.

“Sabia que teria que deixá-lo passar e a equipe também me avisou pelo rádio. Acelerei para não perder muito espaço, porque pensava que seria injusto. Foi um grande duelo. O regulamento diz que tenho que deixar passar e foi o que fiz”, afirmou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *