F1: Hamilton diz que tetra foi resultado do melhor ano de sua carreira

A temporada de 2017 foi especial para Lewis Hamilton. Além de bater recordes, o britânico conquistou o tetracampeonato da Fórmula 1 superando a Ferrari e Sebastian Vettel, que voltaram a ter um desempenho competitivo, algo que não acontecia há algum tempo. Consciente da disputa acirrada, o piloto da Mercedes apontou 2017 como o melhor ano de sua carreira na F1 e admitiu que sabia que deveria ser assim se quisesse conquistar o título.

“Sabia desde o começo que esse seria um ano chave, que tinha de estar no meu melhor. Também sabia com quem estava lidando e não tinha dúvida alguma do impacto que isso teria, do significado que é bater um tetracampeão e a Ferrari no calor de uma disputa como essa”, destacou em entrevista a Sky Sports inglesa.

Apesar do sucesso que ambos os pilotos tiveram na F1 nos últimos dez anos, 2017 marcou a primeira temporada em que Hamilton e Vettel travaram batalha direta na disputa pelo título. E Hamilton revelou que seu foco esteve somente em superar o rival ferrarista.

“Minha mentalidade era de que estávamos competindo com um tetracampeão. Não tinha mais ninguém à vista ou nos retrovisores, apenas ele e como eu precisava tirar tudo do carro toda semana. Se eu não fizesse isso, ele faria. Ele sempre era consistente. Afinal, é um tetracampeão do mundo, então eu tinha de ser ainda melhor e tentar elevar o nível o tempo inteiro”, analisou.

Perguntado sobre qual foi a “inspiração” para melhorar sua performance, Hamilton explicou que se sentiu mais seguro e confiante esse ano: “Acho que isso veio de diferentes lugares. Ficar mais velho, confiança no seu trabalho, as relações com quem trabalha junto. Nós tínhamos um plano à prova de balas e uma estrutura de como faríamos as coisas, havia uma nova energia na equipe, algo que não existia há muito tempo. Além disso, estávamos brigando com uma outra equipe, então estávamos muito motivados em abrir uma vantagem extra”.

Essa mentalidade veio especialmente após a temporada de 2016, quando perdeu para Nico Rosberg e foi vice-campeão mundial. Contando também com falhas e acidentes de Sebastian Vettel, o resultado do ótimo desempenho de Hamilton não poderia ser outro que não a conquista do seu quarto título, que veio, inclusive, duas corridas antes do fim da temporada, no GP do México.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *