F1: Hamilton encerra polêmica com Verstappen após toque no Bahrein

Após se envolverem em um toque no último final de semana, durante a prova do Bahrain, a relação entre Lewis Hamilton e Max Verstappen parecia ter sofrido um baque. No entanto, já em solo chinês para a disputa do próximo Grande Prêmio, o piloto inglês fez questão de cumprimentar o piloto da Red Bull e afirmar que o que aconteceu já ficou para trás.

A polêmica foi iniciada no último domingo, quando o jovem piloto holandês tentou ultrapassar o tetracampeão. No entanto, durante a manobra aconteceu um toque entre os dois carros, o que resultou na quebra do carro de Verstappen ainda no início da corrida.

Após a prova, Hamilton foi flagrado chamando o piloto da Red Bull de “idiota” no momento em que via os melhores momentos da prova na sala em que esperava para subir ao pódio, ao lado de seu companheiro da Mercedes, Valtteri Bottas e o vencedor da prova, Sebastian Vettel.

O xingamento do piloto inglês chegou até o conhecimento a Verstappen nesta quinta-feira, quando o holandês participou da coletiva oficial da Fórmula 1. Questionado do porquê de Hamilton ter lhe considerado culpado pelo toque no último final de semana, o piloto de 20 anos afirmou que o adversário optou pela justificativa mais fácil: a idade.

“É mais simples culpar o piloto mais jovem É a única forma que vejo isso. Como eu já disse, essas coisas acontecem. Eu não acho que tenha feito nada de errado em minha abordagem. Eu estava somente tentando ultrapassar um carro e era uma chance real, e eu fui para cima”, afirmou Verstappen.

Porém, pouco tempo depois da coletiva, a polêmica parece já ter acabado. Após um encontro entre os dois pilotos durante uma sessão de autógrafos, Hamilton fez questão de cumprimentar e dizer algumas palavras para o rival.

“Eu vi Max há pouco e disse a ele. Acho que é sempre bom mostrar respeito, independentemente se eu sou o piloto mais velho, senti que era importante procurá-lo. Então, enquanto estávamos dando autógrafos, eu apertei sua mão e disse ‘lamento pela última corrida, independentemente se foi sua culpa ou minha. Não importa, está no passado”, declarou o piloto inglês. “Espero que esse sinal de respeito mostre muito e ajude a virar a página e proporcionar mais disputas um com o outro. E espero que isso mantenha o respeito, porque é importante entre os pilotos”, afirmou, encerrando a polêmica.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *