F1: Hamilton será testemunha em julgamento da McLaren

O piloto Lewis Hamilton será testemunha primária no julgamento de recurso apresentado pela McLaren para reverter a punição que lhe tirou a vitória no GP da Bélgica de Fórmula 1. A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) analisará a apelação no dia 22 de setembro, em Paris (FRA).

“Claro que não é o ideal, tão próximo da corrida, mas acreditamos ser importante”, disse o chefe de equipe, Ron Dennis, após a prova de Monza, na Itália, em que Hamilton terminou em sétimo lugar e ficou apenas um ponto à frente de Felipe Massa, da Ferrari, na disputa pelo título do Mundial de Pilotos.


A McLaren pretende recuperar seis pontos perdidos no Circuito de Spa-Francorchamps. Hamilton venceu a corrida, mas foi punido com um drive-through por ultrapassagem considerada ilegal sobre Kimi Raikonnen e terminou em terceiro. Massa, que havia chegado em segundo, foi alçado ao primeiro lugar, herdando os pontos da vitória.


O julgamento ocorrerá na segunda-feira anterior ao fim de semana do Grande Prêmio de Cingapura, no dia 28. De acordo com a FIA, o resultado do recurso sairá no dia 23 de setembro. A McLaren alega que membros da entidade aprovaram a ultrapassagem na hora da corrida.



Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *