F1: Hamilton vence no temporal de Fuji

O inglês Lewis Hamilton, da McLaren, venceu neste domingo (30/09), o GP do Japão em Fuji. Foi a 4º vitória de Hamilton no ano. O finlandês Heikki Kovalainen, da Renault, foi o 2º, seguido pelo compatriota Kimi Raikkonen, da Ferrari.

Devido a forte chuva a corrida começou com o safety-car a frente dos carros. Na primeira volta o brasileiro Felipe Massa rodou, indo aos boxes trocar os pneus de sua Ferrari. A equipe errou ao colocar pneus intermediários, sendo que eram obrigatórios os dos de chuva. Na volta seguinte, seu companheiro de equipe, Raikkonen, também fez a troca. Na 6º volta o finlandês também rodou, deixando os dois carros vermelhos no fim do pelotão. O safety-car continuava na pista, e a dupla da Ferrari foi novamente aos boxes, trocar pneus e reabastecer. Raikkonen na 14º volta e Massa na seguinte. Por ultrapassar em bandeira amarela, Massa levou um drive-trough.


Na 19º volta o safety-car foi para os boxes, com a corrida começando de fato. Hamilton liderava, seguido pelo companheiro de McLaren, o espanhol Fernando Alonso e o surpreendente alemão Sebastian Vettel, da Toro Rosso. Alexander Wurz, da Williams e Massa colidiram, com o austríaco abandonando e o brasileiro indo para os boxes, cumprir sua punição.


Na 27º volta Alonso parou nos boxes, e na seguinte Hamilton. Vettel, uma promessa de apenas 19 anos, assumiu a liderança da prova, por quatro voltas, até fazer sua parada e o australiano Mark Webber, da Red Bull, ir para frente da prova. Na 34º volta aconteceu o único lance que poderia tirar a vitória de Hamilton. O inglês se enroscou com o polonês Robert Kubica, da BMW Sauber, rodou no aguaceiro japonês e voltou a prova.


Alonso tocou em Vettel, que não aliviou para o bi-campeão, rodou e retornou a pista, na 35º volta. Na volta seguinte Webber parou com Kovalainen assumindo a ponta. O finlandês parou na 38º volta, deixando a outra Renault, do italiano Giancarlo Fisichella, em primeiro por três voltas.


Com todas as paradas feitas, Hamilton voltou à liderança, seguido por Webber e Vettel. Alonso bateu forte no muro na 43º volta, rodando e parando, com o carro destruído, no meio da pista. Ele saiu sozinho do McLaren. O safety-car voltou à prova.


Vettel e Webber colidiram, estragando uma corrida perfeita para a “patroa” Red Bull. O australiano furioso jogou o volante longe, o que é proibido pelo regulamento. Já Vettel, foi visto, ainda de capacete, chorando dentro dos boxes. Na 48º volta o safety-car saiu da pista.


Hamilton liderava, seguido por Kovalainen, Massa, o escocês David Couthard, da Red Bull e Raikkonen. O brasileiro Rubens Barrichello, da Honda, era o 7º. Na 57º volta Raikkonen superou Coulthard.


Massa parou nos pits novamente na 59º volta. Hamilton tinha 11s8 de vantagem para Kovalainen, com Raikkonen, numa ótima prova, em 3º. Na 61º volta, Barrichello parou nos boxes, perdendo a chance de pontuar. O alemão Nick Heidfeld, da BMW Sauber, que vinha 5º, abandonou na 66º volta.


O final da prova teve um duelo, entre Massa e o polonês Robert Kubica, da BMW Sauber, que a muitos anos não se via, na briga pelo sexto lugar. Eles ficaram lado a lado, chegando a se tocar, com Kubica escapando e Massa ficando a frente. Na curva final Kubica botou por dentro, dando um X no brasileiro, que saiu da pista, retornando a frente do adversário. Eles cruzaram colados a linha de chegada.


Hamilton, venceu seguido por Kovalainen, no seu primeiro pódio na categoria, Raikkonen, Coulthard, Fisichella, Massa, Kubica e Vitantonio Liuzzi, da Toro Rosso. Depois da prova Liuzzi foi punido com o acréscimo de 25 segundos a seu tempo, por ultrapassar em bandeira amarela o alemão Adrian Sutil, da Spyker, que ficou com o ponto do oitavo lugar. O primeiro do piloto e da equipe na F-1.


Hamilton soma agora 117 pontos, contra 95 de Alonso e 90 de Raikkonen.


A próxima corrida acontece no dia 07 de outubro, o GP da China.


Final:


1. Lewis Hamilton GBR McLaren-Mercedes 67 2h00m34.579
2. Heikki Kovalainen FIN Renault a 8.377
3. Kimi Raikkonen FIN Ferrari a 9.478
4. David Coulthard GBR Red Bull-Renault a 20.297
5. Giancarlo Fisichella ITA Renault a 38.864
6. Felipe Massa BRA Ferrari a 49.042
7. Robert Kubica POL BMW a 49.285
8. Adrian Sutil ALE Spyker-Ferrari a 1m00.129
9. Vitantonio Liuzzi ITA Toro Rosso-Ferrari a 1m20s622
10. Rubens Barrichello BRA Honda a 1m28.342
11. Jenson Button GBR Honda a 1 volta
12. Sakon Yamamoto JAP Spyker-Ferrari a 1 volta
13. Jarno Trulli ITA Toyota a 1 volta
14. Nick Heidfeld ALE BMW a 2 voltas
15. Takuma Sato JAP Super Aguri-Honda a 2 voltas


Abandonos: Ralf Schumacher ALE Toyota 55
Anthony Davidson GBR Super Aguri-Honda 54 
Nico Rosberg ALE Williams-Toyota 49  
Sebastian Vettel ALE Toro Rosso-Ferrari 46
Mark Webber AUS Red Bull-Renault 45
Fernando Alonso ESP McLaren-Mercedes 41
Alexander Wurz AUT Williams-Toyota 19


Volta mais rápida:


Lewis Hamilton Britain McLaren-Mercedes 27 1:28.193

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *