F1: Honda pede à FIA mais clareza nas regras dos motores

Uma das grandes expectativas para a temporada da Fórmula 1 que começa em março, na Austrália, é o desempenho dos motores Honda. Pela primeira vez desde que voltou para a a categoria, em 2015, o fabricante fornecerá unidades para duas equipes: além da Toro Rosso, que parte para o segundo ano de parceria, a Red Bull correrá pela primeira vez com os motores japonês. Satisfeito com as últimas evoluções, o diretor do fabricante, Masashi Yamamoto, só fez um alerta contra as brechas no regulamento, em vigor desde 2014.

“Todos estavam realmente interessados ​​em explorar as “áreas cinzentas”, especialmente Ferrari e Mercedes. Fomos nós que chegamos mais tarde, então estávamos atrasados ​​do ponto de vista do conhecimento e da compreensão. Então, o que a Honda pensa é que queremos queimar todas essas áreas cinzentas. Nós queremos que eles parem – a nossa esperança é não ter nenhuma “área cinzenta””, disse Yamamoto ao site “Autosport”.

Para Yamamoto, é fundamental a participação da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) para eliminar essas brechas e proporcionar uma competição mais equilibrada entre os fabricantes de motores:

“Portanto, não podemos deixar de ter “áreas cinzentas”. Mas em termos de Fórmula 1, sabemos que temos tantos especialistas dentro da FIA, e achamos que eles podem fazer melhores regulações para não ter áreas cinzentas. Eles podem fazer um trabalho melhor do que agora.”

Por fim, o dirigente destacou que a chegada de novos profissionais ao departamento de F1 tem tudo para permitir à Honda se aproximar de Mercedes e Ferrari, que tiveram os melhores motores nas últimas temporadas.

– A razão pela qual podemos progredir é que escolhemos boas pessoas do lado de desenvolvimento de corridas e as trouxemos para a equipe de F1, além da qualidade madura de nossa fábrica. A maior coisa, com certeza, é o aprendizado dos últimos três anos. Fizemos muitas tentativas e erros e estudamos muito com isso. Dali podemos dar alguns passos à frente e isso pode ser conectado na próxima temporada – encerrou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *