F1: Índia formaliza pedido de extradição para dono de equipe da Fórmula 1

Foi realizado nesta sexta-feira o pedido de extradição de Vijay Mallya, proprietário da Force India, que encerrou a última temporada da Fórmula 1 em quarto lugar no Mundial de construtores. Foragido em Londres, a Índia luta pelo retorno do empresário, que possui dívidas que giram em torno de R$ 4,8 bilhões.

O alto valor acumulado em dívidas por Vijay Mallya é considerado um crime pela justiça indiana. O desejo de extraditar o empresário não é novo. Desde 2016 o país asiático vem manifestando suas intenções de ter o proprietário da Force India de volta às suas terras. O governo alega que Mallya não colabora com as investigações e não compareceu à algumas intimações para depor em Nova Délhi.

“Hoje entregamos o pedido de extradição do Sr. Vijay Mallya ao Escritório Central de Investigação. Solicitamos que o Reino Unido o extradite para que o julgamento ocorra na Índia”, disse o porta-voz do governo, Vikas Swarup.

Os supostos R$ 4,8 bilhões que Vijay Mallya teria de pagar dizem respeito à uma dívida que o empresário possui com um consórcio de 13 bancos indianos. Enfrentando dificuldades para achar uma saída para o problema, o empresário então rumou para a Inglaterra.

O conturbado momento na vida pessoal de Vijay Mallya se opõe às expectativas da Force India nesta temporada. Após um 2016 surpreendente, encerrando a temporada em quarto lugar no Mundial de construtores, a equipe espera um 2017 ainda melhor e mais parelho com a mudança no regulamento da categoria.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *