F1: Lewis Hamilton marca a pole para o GP da Austrália

O britânico Lewis Hamilton (Mercedes) marcou neste sábado (15/03), a pole-position para o GP da Austrália, em Melbourne, etapa de abertura da temporada. Foi a 32ª pole de Hamilton na categoria. Com pista molhada, Hamilton marcou o tempo de 1m44s231 nos segundos finais da Q3. O motor Mercedes chegou a marca de cem poles na F-1.

Estreando na Red Bull, o australiano Daniel Ricciardo completa a primeira fila. Para decepção da torcida local, Ricciardo (usando pneus intermediários) foi batido por Hamilton nos segundos finais.

O alemão Nico Rosberg (Mercedes) abre a segunda fila, seguido pelo estreante dinamarquês Kevin Magnussen (McLaren). O espanhol Fernando Alonso (Ferrari) divide a terceira fila com o francês Jean-Eric Vergne (Toro Rosso).

O alemão Nico Hulkenberg (Force India) abre a quarta fila, seguido por outro estreante, o russo Daniil Kvyat (Toro Rosso), que nos segundos finais bateu no muro. O brasileiro Felipe Massa (Williams) apostou nos pneus intermediários, mas ficou apenas com o 9º tempo. Seu parceiro de equipe, o finlandês Valtteri Bottas fechou os dez que disputaram a Q3. Como trocou de câmbio, Bottas foi punido com cinco posições e alinha em 15º.

Três Campeões Mundiais de F-1 ficaram fora do Q3. O britânico Jenson Button (McLaren), o finlandês Kimi Raikkonen (Ferrari) e o alemão Sebastian Vettel (Red Bull), vencedor dos últimos nove Grandes Prêmios disputados. Raikkonen bateu nos segundos finais da Q2, provocando uma bandeira amarela local, que prejudicou principalmente Vettel.

Com a punição de Bottas, os três ganham uma posição cada. Button passa para 10º, seguido por Raikkonen e Vettel.

O alemão Adrian Sutil (Sauber) e o japonês Kamui Kobayashi (Caterham), retornando a categoria, também ganharam uma posição cada, e partem em 13º e 14º. Bottas é o 15º, seguido pelo mexicano Sergio Pérez (Force India).

Ficaram fora logo na Q1, o britânico Max Chilton e o francês Jules Bianchi, ambos da Marussia, o mexicano Esteban Gutierrez (Sauber), o estreante sueco Marcus Ericsson (Caterham) e as duas Lotus, que foram a decepção dos treinos, com francês Romain Grosjean e o venezuelano Pastor Maldonado (que não marcou tempo, ao sair da pista molhada). Gutierrez, por troca de câmbio, perdeu cinco posições, e alinha em último. Ericsson, Grosjean e Maldonado ganharam uma posição cada.

O GP da Austrália tem largada marcada para domingo (16/03), às 3 horas da manha (horário de Brasília).

Grid:

1: Lewis Hamilton (ING/Mercedes/#44) – 1min44s231
2: Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull/#3) – 1min44s548
3: Nico Rosberg (ALE/Mercedes/#6) – 1min44s595
4: Kevin Magnussen (DIN/McLaren/#20) – 1min45s745
5: Fernando Alonso (ESP/Ferrari/#14) – 1min45s819
6: Jean-Éric Vergne (FRA/Toro Rosso/#25) – 1min45s864
7: Nico Hulkenberg (ALE/Force India/#27) – 1min46s030
8: Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso/#26) – 1min47s368
9: Felipe Massa (BRA/Williams/#19) – 1min48s079
10: Jenson Button (ING/McLaren/#22) – 1min44s437
11: Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari/#7) – 1min44s494
12: Sebastian Vettel (ALE/Red Bull/#1) – 1min44s688
13: Adrian Sutil (ALE/Sauber/#99) – 1min45s655
14: Kamui Kobayashi (JAP/Caterham/#10) – 1min45s867
15: Valtteri Bottas (FIN/Williams/#77) – 1min48s147*
16: Sergio Pérez (MEX/Force India/#11) – 1min47s293
17: Max Chilton (ING/Marussia/#4) – 1min34s293
18: Jules Bianchi (FRA/Marussia/#17) – 1min34s794
19: Marcus Ericsson (SUE/Caterham/#9) – 1min35s157
20: Romain Grosjean (FRA/Lotus/#8) – 1min36s193
21: Pastor Maldonado (VEN/Lotus/#13) – sem tempo
22: Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber/#21) – 1min35s117*
Punido em cinco posições por trocar a caixa de câmbio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *