F1: Lewis Hamilton vence após toque na última volta com Nico Rosberg

O britânico Lewis Hamilton (Mercedes) venceu neste domingo (03/07), o GP da Áustria, no Red Bull Ring, em Spielberg, nona etapa da temporada. Foi a terceira vitória de Hamilton no ano, e 46ª na categoria. O holandês Max Verstappen (Red Bull) e o finlandês Kimi Raikkonen (Ferrari) completaram o pódio.

Pole-position, Hamilton manteve a ponta na largada, seguido pelo britânico Jenson Button (McLaren), Raikkonen e o alemão Nico Hulkenberg (Force India), que perdeu duas posições.

O russo Daniil Kvyat (Toro Rosso) foi o primeiro a abandonar logo na segunda volta. O piloto havia largado dos boxes, após trocar o chassi, devido ao forte acidente sofrido no treino classificatório.

Na sétima volta, Raikkonen superou Button. Saindo da sexta posição, depois de ser punido por trocar o câmbio (fez o segundo tempo), o alemão Nico Rosberg (Mercedes) já era o terceiro colocado na sétima volta.

Na 11ª volta, Rosberg foi o primeiro dos ponteiros a entrar nos boxes.  Trocando os pneus ultramacios pelos macios. Sendo seguido por grande parte dos pilotos.

Hamilton entrou nos boxes apenas na 22ª volta, deixando a liderança para Raikkonen. O Campeão Mundial de F-1 de 2007. Nos boxes, a McLaren cometeu um pequeno erro, na troca do pneu traseiro esquerdo.  Com Hamilton voltando atrás de Rosberg, que tinha um ritmo melhor.

Raikkonen liderou apenas uma volta e foi para os pits. Com o parceiro de equipe, o alemão Sebastian Vettel  sendo o novo líder. Na 27ª volta, o pneu traseiro direito da Ferrari #5 estourou na reta dos boxes. O carro bateu no muro e voltou para a pista, ficando parado. O Safety-Car foi acionado. Vettel saiu ileso.

Rosberg manteve a ponta na relargada, seguido por Hamilton e Verstappen. Sem ter feito a parada para a troca de pneus, o brasileiro Felipe Nasr (Sauber) ocupava a sétima posição. Nasr entrou nos boxes apenas na 44ª volta.

Hamilton fez a segunda parada na 55ª volta, com Rosberg entrando nos boxes na volta seguinte. Voltando a frente do britânico. Verstappen ficou na pista e assumiu a primeira posição.

Na 61ª volta Rosberg superou Verstappen, reassumindo a ponta. Duas voltas depois, Hamilton ultrapassou o holandês.

O brasileiro Felipe Massa (Williams) em um final de semana ruim, abandonou na 63ª volta. O brasileiro teve que alinhar dos boxes (com problemas na asa dianteira, a equipe colocou a asa antiga no carro).

Na 64ª volta, o espanhol Fernando Alonso (McLaren) e Hulkenberg abandonaram. Ambos com problemas mecânicos em seus carros.

Nas voltas finais Hamilton tirou a vantagem de Rosberg. Colando na traseira do parceiro de equipe.

Na segunda curva da última volta, Hamilton pela linha de fora, tentou superar Rosberg. Os carros se tocaram e saíram da pista. Hamilton conseguiu volta a pista rapidamente, mas Rosberg, com o carro danificado, caiu para quarto.

Hamilton venceu com cinco segundos de vantagem sobre Verstappen. Raikkonen fechou o pódio.

Rosberg foi o quarto, seguido pelo australiano Daniel Ricciardo (Red Bull) e Button.

O francês Romain Grosjean (Hass), o espanhol Carlos Sainz Jr. (Toro Rosso), o finlandês Valtteri Bottas (Williams) e o alemão Pascal Wehrlein (Manor) completaram a zona de pontos. Foi o primeiro ponto de Wehrlein e da equipe na categoria. Nasr terminou na 13ª posição.

Após a prova, Rosberg culpou Hamilton pela batida.

“Eu fui um pouco mais fundo na curva, mas isso é normal porque estava do lado de dentro. Fiquei muito surpreso que Lewis virou e causou a batida. Estava batalhando, sofrendo com aquecimento dos freios, e meus pneus estavam se degradando, então isso deu a Lewis uma chance”, disse Rosberg.

Hamilton se defendeu da acusação feita pelo líder do campeonato.

“Eu deixei bastante espaço no lado de dentro, talvez ele tenha travado os pneus e bateu em mim. Talvez ele estivesse com problema nos freios”, declarou Hamilton.

Rosberg lidera o campeonato com 153 pontos, onze a mais do que Hamilton.

A próxima etapa, o GP da Inglaterra, em Silverstone, acontece no dia 10 de julho.

Final:

1. Lewis Hamilton GBR Mercedes-Mercedes    71 voltas
2. Max Verstappen HOL Red Bull-Renault +5.7s
3. Kimi Raikkonen FIN Ferrari-Ferrari +6.0s
4. Nico Rosberg  ALE Mercedes-Mercedes +26.7s*
5. Daniel Ricciardo AUS Red Bull-Renault +30.9s
6. Jenson Button GBR McLaren-Honda +37.7s
7. Romain Grosjean FRA Haas-Ferrari +44.6s
8. Carlos Sainz Jr ESP Toro Rosso-Ferrari +47.4s
9. Valtteri Bottas FIN Williams-Mercedes +1 volta
10. Pascal Wehrlein ALE Manor-Mercedes +1 volta
11. Esteban Gutierrez MEX Haas-Ferrari +1 volta
12. Jolyon Palmer GBR Renault-Renault +1 volta
13. Felipe Nasr  BRA Sauber-Ferrari +1 volta
14. Kevin Magnussen DIN Renault-Renault +1 volta
15. Marcus Ericsson SUE Sauber-Ferrari +1 volta
16. Rio Haryanto INA Manor-Mercedes +1 volta
17. Sergio Perez MEX Force India-Mercedes +2 voltas

Abandonos:

19. Fernando Alonso ESP McLaren-Honda 64 voltas   
20. Nico Hulkenberg ALE Force India-Mercedes 64 voltas   
20. Felipe Massa BRA Williams-Mercedes 63 voltas
21. Sebastian Vettel ALE Ferrari-Ferrari 26 voltas   
22. Daniil Kvyat RUS Toro Rosso-Ferrari   2 voltas

*Punido em dez segundos pelo toque em Hamilton
Campeonato, pilotos:

1.Rosberg 153; 2.Hamilton 142; 3.Vettel, Raikkonen 96; 5.Ricciardo 88; 6.Verstappen 72; 7.Bottas 54; 8.Perez 39; 9.Massa 38; 10.Grosjean 28; 11.Kvyat, Sainz 22; 13.Hulkenberg 20; 14.Alonso 18; 15.Button 13; 16.Magnussen 6; 17.Wehrlein, Vandoorne 1.

Campeonato, construtores:

1.Mercedes 295; 2.Ferrari 192; 3.Red Bull-Tag Renault 168; 4.Williams-Mercedes 92; 5.Force India-Mercedes 59; 7.Toro Rosso-Ferrari 36; 7.McLaren-Honda 32; 8.Haas-Ferrari 28; 9.Renault 6; 10.Manor-Mercedes 1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *