F1: Lewis Hamilton vence GP dos EUA

O britânico Lewis Hamilton (Mercedes) venceu neste domingo (23/10) o GP dos EUA, no Circuito das Américas, em Austin, no Texas, 18ª etapa da temporada. Foi a sétima vitória de Hamilton no ano e 50ª na categoria. O alemão Nico Rosberg (Mercedes) completou a dobradinha da Mercedes. O australiano Daniel Ricciardo (Red Bull) foi o terceiro.

Pole-position Hamilton dominou a prova, liderando 53, das 56 voltas disputadas (perdeu a liderança somente na primeira sessão de pit stops). No final, o tricampeão recebeu a bandeirada cm tranquilos 4s5 de vantagem sobre Rosberg, o líder do campeonato. Ricciardo completou o pódio.

O alemão Sebastian Vettel (Ferrari), que liderou três voltas, terminou em quarto, seguido pelo espanhol Fernando Alonso (McLaren), um dos destaques da prova. O bicampeão fez duas ultrapassagens espetaculares nas voltas finais, em cima do brasileiro Felipe Massa (Williams) e do compatriota Carlos Sainz Jr. (Toro Rosso) com direito e toques e saídas de pista. Sainz Jr. foi o quinto, seguido por Massa.

Após levar um toque logo nas primeiras curvas, rodar e cair para as últimas posições, o mexicano Sergio Pérez (Force India) fez uma grande recuperação, terminando em oitavo.

O britânico Jenson Button (McLaren) e o francês Romain Grosjean (Haas) fecharam a zona de pontos. O brasileiro Felipe Nasr (Sauber) terminou na 15ª posição.

O holandês Max Verstappen (Red Bull) ocupava a quarta posição, quando entrou nos boxes pela segunda vez, sem a equipe estar pronta. Com isso a parada demorou mais do que o previsto, e o holandês caiu para nono. Pouco depois, o motor quebrou na 28ª volta.

Dez voltas depois, o finlandês Kimi Raikkonen (Ferrari) parou o seu carro na saída dos boxes, após um erro da equipe durante o pit stop. O piloto foi liberado para retornar a pista, antes do mecânico da roda traseira direita terminar o serviço. Deixando os boxes com a ferramenta pendurada no carro. O piloto voltou de ré para os boxes, onde abandonou.

Outro abandono aconteceu na primeira volta. O alemão Nico Hulkenberg (Force India) levou um toque do finlandês Valtteri Bottas (Williams), com que dividiu a quarta fila do grid. Hulkenberg abandonou na hora, com o finlandês caindo para o final do pelotão. Terminando a prova na 16ª posição.

O mexicano Esteban Gutierrez (Haas), que ainda luta pelos seus primeiros pontos no ano, ocupava a décima posição, quando foi obrigado a abandonar, com problemas nos freios, na 16ª volta.

Rosberg lidera o campeonato com 331 pontos, 26 a mais do que Hamilton.

A próxima etapa, o GP do México, acontece no dia 30 de outubro.

Final:

1. Lewis Hamilton GBR Mercedes-Mercedes 56 voltas em 1h38m12.618

2. Nico Rosberg ALE Mercedes-Mercedes +4s5

3. Daniel Ricciardo AUS Red Bull-TAG Heuer +19s6

4. Sebastian Vettel ALE Ferrari-Ferrari    +43s1

5. Fernando Alonso ESP McLaren-Honda +92s5

6. Carlos Sainz Jr ESP Toro Rosso-Ferrari +93s4

7. Felipe Massa BRA Williams-Mercedes +1 volta

8. Sergio Perez MEX Force India-Mercedes +1 volta

9. Jenson Button GBR McLaren-Honda +1 volta

10. Romain Grosjean FRA Haas-Ferrari +1 volta

11. Daniil Kvyat RUS Toro Rosso-Ferrari +1 volta

12. Kevin Magnussen DIN Renault-Renault +1 volta

13. Jolyon Palmer GBR Renault-Renault +1 volta

14. Marcus Ericsson SUE Sauber-Ferrari +1 volta

15. Felipe Nasr  BRA Sauber-Ferrari +1 volta

16. Valtteri Bottas FIN Williams-Mercedes +1 volta

17. Pascal Wehrlein ALE MRT-Mercedes +1 volta

18. Esteban Ocon FRA MRT-Mercedes +2 voltas

Abandonos:

Kimi Raikkonen FIN Ferrari-Ferrari 38 voltas    

Max Verstappen HOL Red Bull-TAG Heuer 28 voltas    

Esteban Gutierrez MEX Haas-Ferrari 16 voltas    

Nico Hulkenberg    ALE Force India-Mercedes 1 volta

Campeonato, pilotos:

1. Rosberg 331 pontos; 2. Hamilton 305; 3. Ricciardo 227; 4. Vettel 177; 5. Raikkonen 170; 6. Verstappen 165; 7. Perez 84; 8. Bottas 81; 9. Hulkenberg 54; 10. Alonso 52; 11. Massa 49; 12. Sainz 38; 13. Grosjean 29; 14. Kvyat 25; 15. Button 21; 16. Magnussen 7; 17. Palmer, Wehrlein, Vandoorne 1.

Campeonato, construtores:

1. Mercedes 636 pontos; 2. Red Bull 400; 3. Ferrari 347; 4. Force India 138; 5. Williams 130; 6. McLaren 74; 7. Toro Rosso 55; 8. Haas 29; 9. Renault 8; 10, Manor 1 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *