F1: Lewis Hamilton vence o movimentado GP do Azerbaijão

O britânico Lewis Hamilton (Mercedes) venceu o GP do Azerbaijão, no Circuito de Baku, quarta etapa da temporada. Foi a primeira vitória de Hamilton no ano, e 63ª na categoria. O finlandês Kimi Raikkonen (Ferrari) e o mexicano Sergio Pérez (Force India) completaram o pódio.

Pole-position o alemão Sebastian Vettel (Ferrari) manteve a ponta na largada, seguido por Hamilton e o finlandês Valtteri Bottas (Mercedes).

O francês Esteban Ocon (Force India) tentou ultrapassar Raikkonen, e tocou na Ferrari, indo para o muro. Com um pneu furado Raikkonen teve que ir para os boxes, trocando também o bico do carro.  No mesmo instante o russo Sergey Sirotkin (Williams) e o espanhol Fernando Alonso (McLaren) se tocaram. Com o pneu dianteiro direito estourado, espanhol foi para os boxes. Ocon e Sirotkin ficaram com os carros parados na pista,  provocando a entrada do Safety-Car.

F1: Lewis Hamilton vence o movimentado GP do Azerbaijão

Vettel manteve a ponta na relargada, seguido por Hamilton, Bottas, o holandês Max Verstappen (Red Bull), o espanhol Carlos Sainz Jr. (Renault) e o australiano Daniel Ricciardo (Red Bull).

Na 11ª volta o alemão Nico Hulkenberg (Renault) ocupava a sexta posição, quando perdeu a traseira do carro, e acertou o muro. O piloto conseguiu levar o carro para uma área de escape, não sendo preciso a entrada do SC.

Com o inicio das paradas nos boxes para a troca de pneus, Hamilton entra nos pits na 23ª volta. Seis volta depois, sem ainda parar nos boxes, Bottas ultrapassou Hamilton.

Vettel entrou nos boxes na 30ª volta, e Bottas assumiu a liderança. Abrindo mais de onze segundos de vantagem nas voltas seguintes.

F1: Lewis Hamilton vence o movimentado GP do Azerbaijão

Ricciardo e Verstappen faziam um intenso duelo pela quarta posição, com os carros chegando a tocar rodas. Na 40ª volta; pouco depois dos dois carros trocarem os pneus para os ultramacios, a disputa acabou em decepção para a Red Bull. Ricciardo tocou na traseira do parceiro de equipe, com os dois carros saindo da pista em alta velocidade. Com os carros destruídos, os dois pilotos saíram, cada um para um lado.

O Safety-Car foi acionado e Bottas foi para os boxes, seguido por Vettel. O finlandês manteve a ponta no retorno a pista.

Durante o Safety-Car o francês Romain Grosjean (Haas) que ocupava a sexta posição, perdeu o controle do carro enquanto esquentava os pneus. Batendo no muro.

F1: Lewis Hamilton vence o movimentado GP do Azerbaijão

Na relargada Vettel foi para cima de Bottas, conseguindo a ultrapassagem. Mas o tetracampeão passou reto e foi para a área de escape, caindo para quarto lugar, atrás de Raikkonen, que fazia uma ótima prova de recuperação.

Faltando três voltas para o final Bottas passou por cima de um detrito. O pneu esquerdo estourou, provocando o abandono do piloto, que caminhava para uma vitória certa.

Hamilton assumiu a ponta, e recebeu a bandeira quadriculada com 2s460 de vantagem sobre Raikkonen.

Perez ultrapassou Vettel e conquistou um importante terceiro lugar para a Force India (o primeiro da equipe desde o GP da Europa de 2016, disputado também em Baku).

F1: Lewis Hamilton vence o movimentado GP do Azerbaijão

Vettel terminou em quarto, seguido por Sainz. O monegasco Charles Leclerc (Sauber) foi o sexto, marcando os seus primeiros pontos na categoria.

Desde o terceiro lugar de Louis Chiron, no GP de Mônaco de 1950 com um Maserati, um piloto do país não marcava pontos na F-1.

Alonso foi o sétimo, seguido pelo canadense Lance Stroll (Williams), os primeiros pontos tradicional equipe britânica no ano.  O belga Stoffel Vandoorne (McLaren) e o neozelandês Brandon Hartley (Toro Rosso) completaram a zona de pontos.

Desde o GP da Alemanha de 1976, quando Chris Amon terminou em quinto com um Ensign, um neozelandês não marcava pontos na F-1.

Hamilton assumiu a liderança do campeonato com 70 pontos, seguido por Vettel com 66 e Raikkonen com 48.

A próxima etapa, o GP da Espanha, em Barcelona, acontece no dia 13 de maio.

F1: Lewis Hamilton vence o movimentado GP do Azerbaijão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *