F1: Mark Webber vence no Brasil

O australiano Mark Webber (Red Bull) venceu neste domingo (27/11), o GP do Brasil, em Interlagos, última etapa da temporada. Foi a primeira vitória de Webber no ano, e 7ª na categoria. O bi-campeão, o alemão Sebastian Vettel completou a dobradinha da Red Bull. O britânico Jenson Button (McLaren) foi o 3º.

Pole-position Vettel manteve a ponta na largada, abrindo três segundos de vantagem sobre Webber nas primeiras voltas, até começar a ter problemas na caixa de marchas.

O australiano passou a tirar a diferença até superar, sem dificuldades, o parceiro de equipe na 29ª volta. Daí em diante Webber guiou tranquilo até receber a bandeira quadriculada com 16 segundos de vantagem. Foi a primeira vitória do australiano desde o GP da Hungria de 2010.

Depois de perder a 3ª posição na 11ª volta, em uma espetacular ultrapassagem do espanhol Fernando Alonso (Ferrari), por fora no Laranjinha, Button repassou Alonso a nove voltas do final, no fim da reta oposta.

Alonso foi o 4º, seguido pelo parceiro de equipe, o brasileiro Felipe Massa (que fez duas paradas nos boxes, contra três da maioria dos pilotos). Massa fez um ótimo duelo com o britânico Lewis Hamilton (McLaren), pela 5ª posição, até Hamilton ter problemas com a caixa de marchas, e abandonar na 37ª volta. 

O alemão Adrian Sutil (Force India) terminou em 6º, seguido pelo compatriota Nico Rosberg (Mercedes) e o parceiro de equipe, o escocês Paul di Resta. O japonês Kamui Kobayashi (Sauber) e o russo Vitaly Petrov (Renault) fecharam a zona de pontos.

Fazendo talvez a sua última corrida na categoria, o brasileiro Rubens Barrichello (Williams) terminou em 14º, depois de perder nove posições na largada (de 12º para 21º).

O brasileiro Bruno Senna (Renault) se envolveu em um toque logo na 10ª volta, com o alemão Michael Schumacher (Mercedes). Os dois disputavam a 9ª posição, quando se enroscaram no S do Senna. Schumacher teve um pneu furado, e Senna acabou levando um drive-through. Depois com problemas na caixa de marchas, o sobrinho de Ayrton Senna terminou na 16ª posição.

Vettel foi campeão com 392 pontos. Button ficou com o vice, com 270, seguido por Webber com 258 e Alonso com 257. Hamilton foi o 5º com 227 com Massa em 6º com 118. Barrichello com 4 pontos foi o 17º, seguido por Senna,com dois pontos.

A Red Bull foi campeã de construtores com 650 pontos. A McLaren ficou em 2º com 497, seguida pela Ferrari com 375 e a Mercedes com 165.

Final:

1 – Mark Webber (Red Bull RB7-Renault) – 71 voltas em 1.32’17″464
2 – Sebastian Vettel (Red Bull RB7-Renault) – 16″983
3 – Jenson Button (McLaren MP4/26-Mercedes) – 27″638
4 – Fernando Alonso (Ferrari 150) – 35″048
5 – Felipe Massa (Ferrari 150) – 1’06″733
6 – Adrian Sutil (Force India VJM04-Mercedes) – 1 volta
7 – Nico Rosberg (Mercedes MGP W02) – 1 volta
8 – Paul Di Resta (Force India VJM04-Mercedes) – 1 volta
9 – Kamui Kobayashi (Sauber C30-Ferrari) – 1 volta
10 – Vitaly Petrov (Renault R31) – 1 volta
11 – Jaime Alguersuari (Toro Rosso STR6-Ferrari) – 1 volta
12 – Sebastien Buemi (Toro Rosso STR6-Ferrari) – 1 volta
13 – Sergio Perez (Sauber C30-Ferrari) – 1 volta
14 – Rubens Barrichello (Williams FW33-Cosworth) – 1 volta
15 – Michael Schumacher (Mercedes MGP W02) – 1 volta
16 – Heikki Kovalainen (Lotus T129-Renault) – 2 voltas
17 – Bruno Senna (Renault R31) – 2 voltas
18 – Jarno Trulli (Lotus T129-Renault) – 2 voltas
19 – Jerome D’Ambrosio (Virgin VR02-Cosworth) – 3 voltas
20 – Daniel Ricciardo (Hispania F111-Cosworth) – 3 voltas

Volta mais rápida: Mark Webber 1’15″324

Abandonos:
Vitantonio Liuzzi (Hispania F111-Cosworth) – 61 voltas
Lewis Hamilton (McLaren MP4/26-Mercedes) – 48 voltas
Pastor Maldonado (Williams FW33-Cosworth) – 26 voltas   
Timo Glock (Virgin VR02-Cosworth) – 21 voltas

Campeonato, pilotos:

1.Vettel 392; 2.Button 270; 3.Webber 258; 4.Alonso 257; 5.Hamilton 227; 6.Massa 118; 7.Rosberg 89; 8.Schumacher 76; 9.Sutil 42; 10.Petrov 37; 11.Heidfeld 34; 12.Kobayashi 30; 13.Di Resta 27; 14.Alguersuari 26; 15.Buemi 15; 16.Perez 14; 17.Barrichello 4; 18.Senna 2; 19.Maldonado 1.

Campeonato, construtores:

1.Red Bull-Renault 650; 2.McLaren-Mercedes 497; 3.Ferrari 375; 4.Mercedes 165; 5.Renault 73; 6.Force India-Mercedes 69; 7.Sauber-Ferrari 44; 8.Toro Rosso-Ferrari 41; 9.Williams-Cosworth 5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *