F1: Massa culpa gasolina por tempo fraco e vê evolução na Ferrari

A animação da Ferrari com os resultados dos testes em laboratório feitos para avaliar o impacto das mudanças aerodinâmicas antes do GP da Espanha não se transformou em realidade na pista. Felipe Massa, por exemplo, foi o antepenúltimo colocado nos tempos combinados desta sexta.

O brasileiro, entretanto, tem uma justificativa para o ocorrido: a grande quantidade de combustível nos carros. “A gente sabia que não ia ficar na frente até em função da gasolina”, contou o piloto aos repórteres brasileiros presentes no circuito de Barcelona. “Na última corrida, fomos o último e o penúltimo no treino da sexta”, lembrou.

Ele, porém, admitiu que a Ferrari sofreu alguns “probleminhas” durante os treinos livres como um corte no pneu provocada por uma peça nova. “Temos muito o que mudar e é lógico que não vamos brigar pelas duas primeiras filas amanhã”, reconheceu o piloto, que garante: o carro do time italiano realmente evoluiu: “Isso é certeza, mas os outros não dormiram e também melhoraram. Vamos ver se conseguimos reduzir a desvantagem”.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *