F1: McLaren domina segundo treino livre na Austrália

A McLaren dominou o segundo treino livre para o Grande Prêmio da Austrália, realizado no começo da madrugada desta sexta-feira (pelo horário de Brasília). Superados pelos britânicos Lewis Hamilton e Jenson Button, o local Mark Webber, da Red Bull, empolgou os torcedores em Melbourne ao terminar com o terceiro melhor tempo.

Terceiro colocado na prova que abriu a temporada no Bahrein, Hamilton cravou 1min25s801 logo no começo das atividades. O trabalho chegou a ser interrompido pela chuva algumas vezes, e ninguém conseguiu superar a marca do britânico. Jenson Button, por sua vez, registrou 1min26s076.

Empurrado pelos torcedores locais, Mark Webber completou o grupo dos três primeiros colocados do segundo treino livre com a marca de 1min26s248. Companheiro do australiano na Red Bull e atual vice-campeão mundial, a alemão Sebastian Vettel foi apenas o 16º melhor. Ele chegou a visitar a caixa de brita após sair de lado durante o treino.

Depois de ser superado pelo alemão Nico Rosberg nos primeiros trabalhos em Melbourne, Michael Schumacher deu o troco na segunda sessão. Dono de sete títulos mundiais, o também germânico cravou o quarto registro e viu seu companheiro de Mercedes apenas na 10ª colocação.

O polonês Robert Kubica, o mais rápido na abertura dos trabalhos, caiu de rendimento e terminou o segundo treino livre na 11ª posição no volante da Renault. Já o estreante russo Vitaly Petrov, também da equipe francesa, protagonizou a maior surpresa na tabela de tempos ao assegurar o quinto melhor registro.

Superado pelo suíço Sebastien Buemi (Toro Rosso), pelo alemão Adrian Sutil (Force India) e pelo italiano Vitantonio Liuzzi (Force India), Rubens Barrichello foi o melhor brasileiro ao fazer 1min26s904, nono colocado. Companheiro do sul-americano na Williams, o alemão Nico Hulkenberg foi o 14º (1min27s545).

Responsáveis por uma dobradinha no Grande Prêmio do Bahrein, os ferraristas Felipe Massa e Fernando Alonso tiveram uma performance apenas discreta em Melbourne. Enquanto o espanhol foi o 15º melhor (1min29s025), o brasileiro terminou as atividades na 17ª colocação (1min29s591).

Os demais competidores brasileiros não chegaram a marcar tempo. Lucas Di Grassi, da Virgin, completou apenas dois giros, sofreu problemas técnicos em sua Virgin e saiu sem registrar volta rápida. Bruno Senna, por sua vez, sequer conseguiu entrar na pista.

Entre as equipes que disputam a primeira temporada em 2010, a Lotus voltou a ser hegemônica no segundo treino livre e colocou o finlandês Heikki Kovalainen na 18ª colocação com a marca de 1min29s860. Ainda assim, ele foi 4s059 mais lento que o líder Lewis Hamilton.

Confira os tempos do segundo treino livre:

1: Lewis Hamilton (ING/McLaren) – 1min25s801 (13 voltas)
2: Jenson Button (ING/McLaren) – 1min26s076  (16)
3: Mark Webber (AUS/Red Bull) – 1min26s248  (22)
4: Michael Schumacher (ALE/Mercedes) – 1min26s511  (16)
5: Vitaly Petrov (RUS/Renault) – 1min26s732 (26)
6: Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso) – 1min26s832 (29)
7: Adrian Sutil (ALE/Force India) – 1min26s834 (22)
8: Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India) – 1min26s835 (17)
9: Rubens Barrichello (BRA/Williams) – 1min26s904 (25)
10: Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – 1min26s956 (22)
11: Robert Kubica (POL/Renault) – 1min27s108 (28)
12: Pedro de la Rosa (ESP/Sauber) – 1min27s108 (25)
13: Kamui Kobayashi (JAP/Sauber) – 1min27s455 (23)
14: Nico Hulkenberg (ALE/Williams) – 1min27s545 (25)
15: Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – 1min29s025 (20)
16: Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) – 1min29s134 (19)
17: Felipe Massa (BRA/Ferrari) – 1min29s591 (21)
18: Heikki Kovalainen (FIN/Lotus) – 1min29s860 (15)
19: Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso) – 1min30s510 (43)
20: Jarno Trulli (ITA/Lotus) – 1min30s695 (17)
21: Timo Glock (ALE/Virgin) – 1min32s117 (9)
22: Lucas Di Grassi (BRA/Virgin) (2)
23: Karun Chandhok (IND/HRT) (1)
24: Bruno Senna (BRA/HRT)

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *