F1: Médicos descartam amputar mão de Robert Kubica

Os médicos responsáveis pelo tratamento do polonês Robert Kubica descartaram a possibilidade de amputar a mão, seriamente danificada, do piloto de Fórmula 1. Kubica sofreu um grave acidente durante um rali na Itália, o Ronde de Andorra, neste domingo.

O piloto da Lotus Renault passa por cirurgia nesta tarde, devendo se estender até à noite, para recuperar os movimentos dos membros danificados. O hospital ainda assegurou que ele está “fora de perigo imediato”, apesar de não ter dado nenhuma outra informação concreta em relação à sua recuperação.

Kubica lesionou-se gravemente, sofrendo múltiplos traumatismos, após perder o controle de seu carro, da marca Skoda Fabia, e bater contra o muro de uma igreja.

O polonês é conhecido por exigir em seus contratos de F-1 que tenha permissão para participar de competições de rali, possibilidade vetada por equipes como Ferrari e McLaren. Ainda neste ano, a Renault não permitiu a presença do piloto em uma competição do gênero, uma vez que correria por um carro de outra montadora.

Com a incógnita que ainda é sua recuperação, as chances do brasileiro Bruno Senna – piloto reserva do time – substituí-lo na temporada são grandes.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *