F1: Mercedes cogita fazer acordo que inclui caixa de câmbio com Williams

A Mercedes está em discussão para fazer um acordo com a Williams para compartilhar a caixa câmbio. Conhecida por tradicionalmente construir seu próprio equipamento em Oxfordshire, no Reino Unido, o time do canadense Lance Stroll está buscando alternativas para melhorar sua performance. Isso porque a escuderia britânica está longe de sua melhor fase e, até agora, soma apenas quatro pontos, amargando a lanterna do Mundial de Construtores.

Atualmente, outras escuderias já são adeptas a esse tipo de acordo. A Haas e a Sauber usam unidades oferecidas pela Ferrari. A própria Mercedes está envolvida em um acerto, com a Force India. Toto Wolf, diretor da Mercedes, ressaltou que discussões estão sendo feitas sobre estender o fornecimento de motor e acrescentar, na parceria, a caixa de câmbio.

“Estamos discutindo isso”, disse Toto. “Eles são um cliente nosso de motores. Não é uma coisa enorme aumentar isso para uma caixa de câmbio. Não temos nada assinado, nem nada feito, e precisamos decidir isso nas próximas semanas porque o design do chassi é um estágio avançado para a Williams, então vamos ver como isso acontece”, destacou.

Paddy Lowe, diretor técnico da Williams, por sua vez, ressaltou estar de olhos abertos com a colaboração e possibilidade, mas destacou a cultura de ser independente que a Williams tem. “A Fórmula 1 está mudando. A Force India foi uma das primeiras a abandonar a definição completa de construtor que as equipes haviam historicamente seguido de essencialmente fabricar tudo, exceto um motor”, exemplificou. “Temos visto mais e mais equipes adotando caixas de câmbio de outros lugares. Agora temos o modelo Haas, onde você adota tudo o que não está listado”, finalizou.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *